Chorar faz bem: não é só uma expressão emocional natural, mas também é saudável, com uma série de benefícios terapêuticos.

Poucos admitem gostar de derramar algumas lágrimas quando estão frustrados, tristes ou estressados. Mas chorar quando estamos com emoções conflitantes sobre algo geralmente nos faz sentir melhor depois. O problema é quando a tristeza ocupa um espaço maior do que deveria e passa a impactar outras áreas de nossa vida – como a rotina e a alimentação.

Entenda melhor como chorar faz bem – ou como equilibrar melhor as coisas no momento em que a vontade de chorar for frequente – com as dicas a seguir.

Como chorar faz bem para você

Willian Frey, um bioquímico norte-americano, conduziu um estudo sobre os benefícios das lágrimas. Veja a seguir algumas de suas principais conclusões:

Alívio para o estresse

O estresse crônico pode aumentar o risco de ataque cardíaco, danificar certas áreas do cérebro, contribuir para problemas digestivos, como úlceras, e causar dores de cabeça tensionais e enxaquecas, entre outros problemas de saúde.

Nestes casos, chorar faz bem – e tem “valor de sobrevivência”, segundo Frey. Embora o choro possa não ser tão eficaz quanto um tratamento mais específico, a maioria das pessoas pode encontrar uma dose de alívio em crises de estresse.

Redução da pressão arterial

Descobriu-se que chorar reduz a pressão sanguínea e a pulsação imediatamente após as sessões de terapia, durante as quais os pacientes choravam e desabafavam.

A hipertensão arterial pode danificar o coração e os vasos sanguíneos, além de contribuir para o derrame, a insuficiência cardíaca e até mesmo a demência.

Limpeza de toxinas

Além disso, o choro ajuda a remover as toxinas do corpo. As lágrimas ajudam os humanos a eliminarem substâncias químicas como o cortisol, acumuladas durante o estresse emocional e podem causar estragos no corpo.

Chorar faz bem porque funciona tanto como uma liberação física quanto emocional, o que ajuda as pessoas a começarem de novo, com uma lousa em branco.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos:

Como fazer suco detox para prevenir depressão e ansiedade

suco detox elimina toxinas

Administre bem o seu tempo e garanta mais qualidade de vida

Como estimular a mente estratégica para conquistar os seus sonhos

Quando o choro não faz bem

As desvantagens físicas do chorar são bastante diretas: olhos inchados, pele manchada e sensação de dor de cabeça – que pode ser atribuída às fortes contrações dos músculos faciais enquanto você chora e pressiona os seios da face.

Mas também pode haver impactos sociais para o choro, dependendo do contexto e do local onde isso acontece.

Expressar suas emoções com lágrimas de vez em quando é saudável. Mas chorar com frequência, em locais ou em momentos inadequados pode afetar seus relacionamentos e principalmente sua saúde mental.

Isso acontece porque o choro fora de contexto pode indicar uma falta de controle emocional – o que pode ser sintoma de questões mais sérias, como a depressão.

Resumindo: chorar faz bem e ajuda a enfrentar os altos e baixos da vida, mas é essencial estar no controle de sua gestão emocional.

O delicado equilíbrio entre tristeza e alimentação

Há momentos em que estamos tristes ou mesmo deprimidos e esse colapso emocional pode levar a uma alimentação mais emocional, onde as pessoas tendem a comer mais do que as calorias necessárias em um dia ou, ainda, esqueçam de se alimentar adequadamente.

Sabemos que nestes momentos, pode ser difícil tomar decisões mais racionais. Por isso, se você tem experimentados episódios em que a confort food se faz necessária, é importante manter sua dispensa preparada para que o conforto emocional não prejudique sua saúde – e, no caso de perder o apetite, se esforçar para alimentar-se, ao menos, minimamente.

Outra dica interessante é ingerir alimentos que são conhecidos por aumentar o humor. Busque alternativas que ajudem a aumentar os níveis de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Isso ajuda você a se sentir mais calmo, relaxado e um pouco mais animado.

Um bom exemplo de alimento para ser consumido nestes momentos é o mel, que estimula a produção de serotonina. Para usufruir dos benefícios, duas colheres de sobremesa, ao dia, são suficientes. Você pode aproveitar os benefícios do mel consumindo junto com frutas e um pouco de granola, chás saborosos ou até para incrementar um biscoitinho, naqueles momentos em que só um docinho salva.

Fique sempre por dentro das melhores dicas sobre alimentação saudável e bem-estar: acompanhe o blog da Superbom.

Acompanhe a Superbom também nas redes sociais:

Siga a Superbom no Facebook!Siga a Superbom no YouTube!Siga a Superbom no Instagram!