A alimentação vegetariana tem sido cada vez mais adotada como um recurso por quem quer melhorar a qualidade de vida e também repensar a forma como se relaciona com o ambiente em que vive. Além de uma maneira considerada mais consciente de escolher seus alimentos priorizando os nutrientes vegetais, a alimentação vegetariana também é associada a melhores perfis lipídicos, níveis de glicose no sangue e até controle de peso corporal.

Exatamente por conta desses benefícios é que muitos pais vegetarianos optam por introduzir seus filhos a esse tipo de alimentação e estilo de vida. Outros já acham interessante estimular tais hábitos alimentares desde a infância, mas ainda têm dúvidas que abordaremos neste artigo. Confira!

Há alguma restrição para crianças serem vegetarianas?

A influência dos pais pode ser um fator muito importante para a decisão de uma criança se tornar vegetariana ou não – e muitas vezes esse desejo parte delas mesmas, em qualquer idade.

Para a Sociedade Brasileira de Pediatria, não existe restrição para a manutenção de hábitos vegetarianos em crianças, desde que exista atenção nas substituições alimentares e acompanhamento de como essa migração vai ser feita. A Sociedade Canadense de Pediatria, a Associação Dietética Americana e a Academia Americana de Pediatria também concordam que não existe restrição para que crianças sejam vegetarianas.

A partir de qual idade esse hábito pode ser desenvolvido?

Não existe uma faixa etária definida como ideal para uma criança se tornar vegetariana. Essa decisão, inclusive, vai variar de acordo com diversos fatores, como os hábitos alimentares da família e o ambiente social ao qual ela se relaciona.

O maior ponto de atenção quando o assunto é idade da criança vegetariana é como fazer para equilibrar a alimentação de acordo com as necessidades nutricionais de cada faixa etária.

Quais são as recomendações para começar esse hábito?

Para que a criança se torne uma vegetariana saudável, o primeiro passo é marcar uma consulta com o pediatra e um nutricionista especializado em saúde infantil para entender como esse novo perfil será adicionado à rotina dela.

O pediatra vai se atentar a acompanhar e orientar os pais sobre os cuidados com o desenvolvimento muscular e cognitivo dos filhos, visto que a ingestão de proteínas, ferro e outros nutrientes podem ser prejudicadas em uma dieta não equilibrada em uma fase tão importante do crescimento.

O nutricionista, por sua vez, vai garantir que a alimentação da criança seja rica e completa, com refeições que contenham os macro e micronutrientes essenciais para a saúde e, principalmente, para seu desenvolvimento.

Por isso, o trabalho em conjunto desses profissionais é indispensável para garantir que a transição para uma vida vegetariana seja feita de maneira saudável e equilibrada para o seu filho em qualquer faixa etária.

Quais são os pontos de atenção para a saúde de uma criança vegetariana?

O que torna a opção pelo vegetarianismo um assunto delicado para muitos especialistas em saúde infantil é que a fase de desenvolvimento que a criança está vivendo é a que mais demanda nutrientes essenciais para que ocorra de maneira saudável. Por isso é que, por exemplo, a prática de dietas restritivas não é recomendada para crianças em qualquer faixa etária.

Entretanto, quando feita de maneira equilibrada e com as substituições nutricionais certas, a alimentação vegetariana pode ser uma ótima alternativa para garantir hábitos mais saudáveis para a vida da criança.

Deve-se ter atenção a detalhes como:

  • Controle do consumo de açúcar e carboidratos, para que não seja excessivo;
  • Garantir a ingestão de fontes de proteína vegetal, como o feijão, a quinoa e a soja;
  • Aumentar o consumo de vegetais de coloração verde escura ricos em ferro e cálcio — e de frutas cítricas   ricas em vitamina C, elemento que ajuda na absorção desses nutrientes;
  • Suplementar, com orientação médica, a ingestão de vitamina B12, que é essencial para o desenvolvimento cognitivo.

Crianças, portanto, podem sim ser vegetarianas, desde que sigam uma alimentação equilibrada, orientada por especialistas em saúde e nutrição infantil. Você tem ensinado seus filhos sobre a alimentação vegetariana? Quer saber mais sobre o tema, baixe o e-book Vegetarianismo – Mitos e Verdades