Você já deve ter ouvido falar sobre os benefícios que uma alimentação vegetariana traz para a sua saúde e qualidade de vida. No entanto, será que você sabia que diminuir ou abolir a carne da dieta faz bem não só para o seu organismo, mas para todo o planeta?

Afinal, de que maneira o simples ato de consumir carne pode impactar negativamente o meio ambiente?  Que consequências positivas a adoção de uma dieta vegetariana pode trazer para o futuro do planeta? É o que você vai descobrir no artigo de hoje. Acompanhe a leitura e descubra se a alimentação vegetariana será predominante no futuro!

A indústria da carne e seu impacto no meio ambiente

Quando alguém ouve falar sobre os problemas provocados pelo efeito estufa e o aquecimento global no mundo, muito provavelmente faz uma associação imediata com a poluição causada por veículos motorizados, por exemplo.

No entanto, em entrevista à BBC, Tim Benton, especialista em segurança alimentar da Universidade de Leeds, no Reino Unido, explica que, nos Estados Unidos, uma família de quatro pessoas emite mais gases responsáveis pelo efeito estufa por incluir carne em sua dieta do que por dirigir dois carros.

Outro problema importante causado pelo consumo de carne diz respeito ao espaço ocupado pela criação de gado de corte.

Estima-se que, no mundo, cerca de 5 bilhões de hectares de terra sejam utilizados para produção de alimentos. Desse total, 68% são destinados exclusivamente à pecuária, o que aumenta ainda mais as emissões devido à perda de biodiversidade e transformação de uso da terra.

A alimentação vegetariana traria benefícios para o planeta?

Por outro lado, se o consumo de carne fosse drasticamente reduzido ou mesmo abolido do cardápio mundial, o impacto no meio ambiente seria altamente positivo.

De acordo com Marco Springmann, pesquisador do programa Future of Food, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, se a carne vermelha fosse retirada da dieta mundial até 2050, as emissões de gases poluentes ligadas à produção de alimentos cairiam impressionantes 60%.

Em um outro cenário, se toda a população do mundo se tornasse vegana até essa data, a diminuição dos poluentes poderia chegar a 70%. Muito embora alcançar esses números seja uma meta pouco realista, a projeção nos ajuda a ter uma visão mais clara do impacto provocado pelo consumo de carne no meio ambiente.

A adoção de uma dieta vegetariana também traria incontáveis benefícios em questões como preservação da biodiversidade e diminuição das mudanças climáticas, já que sem a necessidade de destinar tanto espaço para a criação de gado, seria possível investir em ações de reflorestamento e preservação de espécies que perderam espaço para os bovinos ao longo dos anos.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos:

Como é o cardápio vegetariano pelo mundo?

Entenda a importância de beber água para a sua saúde

Sanduíche natural: veja deliciosas receitas para veganos e vegetarianos!

Tipos de vegetariano: você conhece as diferenças entre os grupos?

A alimentação vegetariana também propicia benefícios para a saúde

Se o planeta sai beneficiado pela adoção de um cardápio livre de proteína animal, sua saúde também agradece — e muito.

A tendência mundial de buscar uma alimentação mais saudável, livre do excesso de açúcar, priorizando produtos orgânicos, produzidos de maneira sustentável, caminha em direção ao que é proposto pelo estilo de vida vegetariano.

Segundo Springmann, a adoção de uma alimentação vegetariana poderia reduzir a mortalidade global em até 10%, uma vez que o consumo de carne está ligado a maior incidência de doenças cardíacas, diabetes e derrames.

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou o consumo de carne vermelha como potencialmente cancerígeno para humanos, enquanto as carnes processadas, como bacon, presuntos, salames, linguiças e salsichas foram classificadas no mesmo grupo de risco que o cigarro.

Além disso, a alimentação vegetariana também ajuda a prevenir alguns tipos de câncer, como o de pulmão, pâncreas, cólon e próstata. Uma dieta baseada em frutas, verduras, legumes e grãos também ajuda a prevenir a obesidade, responsável por uma série de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão.

Por isso, mais do que uma “moda passageira” ou uma tendência alimentar restrita a um grupo, a alimentação vegetariana vem firmando-se como uma opção inteligente para quem preocupa-se com a sua saúde e com o futuro do planeta que pretende deixar para as próximas gerações.

Como podemos ver, pesquisas  idôneas demonstram que a alimentação vegetariana oferece inúmeros benefícios para o ser humano e, também, para o planeta. Se você deseja saber mais sobre esse assunto sugerimos a leitura do Guia Completo Para Um Vegetariano, com ele você saberá como aderir a esse estilo de vida que vai mudar totalmente a sua forma de pensar – e de se cuidar!

Guia de Nutrição – Viva Melhor”, uma coletânea de artigos para você cuidar do seu organismo!