A prática de uma alimentação vegetariana tem se tornado um hábito cada vez mais comum na rotina de pessoas de diversos perfis nutricionais e faixas etárias. Por ser uma alternativa saudável e bastante saborosa de garantir maior consumo de produtos vegetais na rotina – e reduzir o consumo de alimentos de origem animal – essa é uma prática que também começou a ser mais incentivada por profissionais da saúde.

Mas, em algumas situações, a escolha de uma alimentação vegetariana ainda pode levantar dúvidas e inseguranças, mesmo em especialistas no tema. A gestação é uma dessas situações. Será que o vegetarianismo pode ser uma escolha alimentar de mulheres grávidas?

Vegetarianismo é seguro na gravidez

Apesar de ser uma situação nutricional que demanda maior atenção, visto que gestantes tem um claro aumento das necessidades nutricionais por conta da mudança metabólica que seu corpo sofre, a alimentação vegetariana é segura durante a gravidez.

Entidades especialistas no tema, como a American Dietetic Association e a Academy of Nutrition and Dietetics, afirmam que essas mulheres, desde que sigam uma dieta balanceada e rica em todos os nutrientes essenciais, podem manter uma alimentação vegetariana ou vegana sem risco algum para sua própria saúde ou do bebê.

Além disso, esse tipo de alimentação também pode favorecer a prevenção e o tratamento de muitas doenças crônicas relacionadas com hábitos alimentares irregulares, como a diabetes, a hipertensão, obesidade e até alguns tipos de câncer.

Encontre todos os nutrientes que precisa em fontes vegetais

Para garantir uma alimentação vegetariana segura durante a gestação, é preciso garantir que a dieta diária seja rica em nutrientes que, tradicionalmente, são encontrados nos alimentos de origem animal. Por isso, o cuidado com a nutrição nessa fase deve ser um pouquinho maior para garantir a substituição correta dos alimentos e a ingestão de nutrientes indispensáveis para a saúde da gestante e desenvolvimento do bebê.

Alguns dos nutrientes que demandam maior atenção são:

  • Ferro: pode ser encontrado em leguminosas como o feijão e em vegetais verde escuros. Se consumidos em conjunto com alimentos ricos em vitamina C, sua absorção aumenta;
  • Vitamina B12: único nutriente que só é encontrado em produtos de origem animal. Nesse caso, a suplementação é a única alternativa para quem não consome carne, leite, ovos ou derivados;
  • Ômega 3: pode ser encontrado na linhaça, chia e oleaginosas como as castanhas;
  • Zinco: abundante em cereais integrais como a aveia, trigo e arroz;
  • Cálcio: para gestantes que não consomem produtos lácteos, a melhor fonte vegetal de cálcio continua sendo a soja (e seus derivados) e alguns vegetais de coloração verde escura;
  • Vitamina D: assim como o cálcio, também é abundante em produtos lácteos, mas é encontrada na laranja, em alguns cereais e na margarina.

A suplementação pode ser um cuidado necessário

Mesmo com uma alimentação equilibrada, a suplementação de vitaminas e minerais pode ser uma prática necessária na gestação. Em mulheres que consomem carne e demais alimentos de origem animal, especialistas recomendam a suplementação de alguns nutrientes específicos, visto que a gravidez pode elevar a demanda de alguns deles para o desenvolvimento correto do feto. Portanto, na alimentação vegetariana, esse cuidado não seria diferente.

O exemplo mais comum de suplementação indispensável para a mulher vegetariana na gestação é a vitamina B12, que tem sua demanda aumentada e não é consumida em produtos vegetais. Entretanto, cuidados com nutrientes como o ferro, o ácido fólico, o cálcio e a vitamina B12 também podem ser necessários.

Para saber exatamente como adequar a sua alimentação e fazer a suplementação correta para a saúde de mãe e bebê, é importante conversar com o médico e o nutricionista responsável pelo acompanhamento da gestante. Assim as orientações serão feitas de maneira individualizada, de acordo com o perfil e necessidades nutricionais de cada caso.

Você é uma gestante vegetariana? Tire suas dúvidas e amplie seus conhecimentos, assine a nossa newsletter e baixe os nossos conteúdos!