Em um primeiro momento, virar vegano pode parecer uma tarefa difícil e desafiadora. Mas, aos poucos e sem deixar sua saúde de lado, você pode aderir a esse estilo de vida que tem ganhado cada vez mais adeptos.

Se seguido com consciência e com as substituições corretas, o veganismo pode melhorar — e muito! — sua qualidade de vida. Afinal, uma boa alimentação é o primeiro passo para uma vida saudável.

Neste post, vamos dar algumas boas dicas de como virar vegano gradativamente. Vamos lá?

Como virar vegano aos poucos?

Em vez de cortar imediatamente todos os alimentos de origem animal, o ideal é ir aos poucos excluindo e substituindo esses ingredientes por outros. Afinal, é preciso manter o equilíbrio dos nutrientes no nosso organismo.

Então, para que a transição seja feita da melhor maneira possível, siga estes dois passos:

1. Primeiro, adicione novos alimentos à sua rotina alimentar

Ao contrário do que muita gente pensa, ser vegano não é só sobre cortar uma lista de alimentos do seu cardápio. É claro que você deixará de comer algumas coisas, mas é essencial acrescentar sabores ao seu dia a dia.

Comece experimentando grãos, legumes e frutas que você nunca comeu. Tentar algumas receitas novas pode ajudar bastante nessa hora.

Somente quando sua alimentação estiver completa, com ingredientes variados, comece a fazer a restrição. O movimento contrário (restringir primeiro e experimentar outros alimentos depois) é muito mais difícil. 

E também não é bom abandonar tudo de uma vez. Veja no tópico abaixo como fazer essa mudança de uma maneira tranquila.

2. Corte progressivamente os produtos de origem animal

Nosso organismo pode reagir mal diante de cortes bruscos na alimentação. Por isso, o ideal é retirar aos poucos os produtos de origem animal do seu cardápio.

Comece, por exemplo, cortando a carne vermelha. Depois, passe a comer algum tipo de carne somente uma vez por semana, trocando nos outros dias por legumes gratinados ou refogados e bem temperados.

O próximo passo são os ovos e os derivados do leite. Nas receitas que você gosta de fazer, comece a  usar o leite vegetal. Hoje em dia também existe uma grande variedade de queijos veganos de boa qualidade, que você pode inserir na sua rotina alimentar.

Quais substituições precisam ser feitas?

Ao adotar o estilo de vida vegano, para que seu corpo não sinta carência de nutrientes, é preciso ficar atento à combinação de proteína, ferro e cálcio, principalmente.

Fazendo as substituições corretas e levando em consideração esses três elementos, seu organismo ficará mais saudável.

Para ingerir a quantidade de proteína que seu corpo precisa na ausência de carnes, você pode ingerir leguminosas (como grão-de-bico, feijão e lentilha) e cereais (como arroz, milho, trigo e aveia).

No caso do ferro, é importante lembrar que o de origem vegetal (que está no feijão, por exemplo), é tão eficiente quanto a carne. Uma dica é consumir bastante vitamina C ao longo do dia, já que ela contribui para a absorção do ferro no organismo. Experimente tomar um suco natural de laranja logo após a refeição, por exemplo!

Por último, engana-se quem pensa que o leite de vaca é a melhor fonte de cálcio. Ele também está presente em folhas verdes, gergelim, amêndoas e feijão.

O veganismo como um estilo de vida

O veganismo não é apenas uma dieta, mas sim um estilo de vida mais saudável e consciente.

Os veganos são contra qualquer tipo de exploração dos animais. Por isso, além de alterarem sua alimentação, também não compram produtos de origem animal ou que tenham sido testados em animais, por exemplo.

Ao adotar o estilo de vida vegano, você melhora sua qualidade de vida, aprimora sua alimentação e ainda fica com a consciência tranquila! 

Se você tiver alguma dúvida sobre como virar vegano ou quiser compartilhar uma experiência conosco, deixe seu comentário!