Atualmente, a soja está transformando o modo de viver dos brasileiros. Os benefícios da leguminosa estão sendo reconhecidos não só na mesa, mas também na prática dos exercícios físicos. Quando comparada a outros alimentos de origem vegetal, a soja apresenta qualidade proteica superior e ótimo equilíbrio de aminoácidos essenciais, é considerada hoje em dia como um alimento que apresenta uma proteína completa.

As proteínas são importantes para o exercício físico, uma vez que seu consumo adequado, antes e depois do treino, é fundamental para preservar a massa magra e promover ainda a síntese proteica. Mas, para que esses benefícios do alimento surtam resultados, é importante lembrar que é fundamental manter o estoque de glicogênio muscular durante o exercício, pois, na sua ausência, há limitação da utilização de glicose como substrato energético, o que faz com que ocorra a utilização da massa magra, como combustível de energia.

Logo após você treinar, ou seja, destruir as fibras do músculo, ele precisa de nutrientes para construção muscular e é aqui que as proteínas entram. Mas, para isso, é importante manter aquele estoque de glicogênio, o qual já citamos. Desta maneira, a ingestão adequada dos carboidratos antes do exercício, é fundamental bem como a dieta de recuperação pós-exercício. No momento do pós-treino, é indicado fazer ingestão de alimentos a base de proteína para que haja a reconstrução muscular. As bebidas nutritivas e alimentos à base de soja, fornecem além das proteínas de soja, os carboidratos, que têm papel importante para a recuperação do organismo.

Dessa forma, a alimentação de pessoas fisicamente ativas deve dar ênfase à manutenção de equilíbrio entre valor energético e a facilidade de um melhor aproveitamento por parte do organismo. É essencial manter uma dieta equilibrada com todos os nutrientes necessários, para que o organismo utilize esses nutrientes da forma como devem ser consumidos e aproveitados pelo corpo.