Mudanças na alimentação podem gerar muitos benefícios

Durante o período da terceira idade, acontecem mudanças no organismo que podem levar a serias doenças que estão diretamente ligadas a alimentação e nutrição. A diminuição da massa muscular e óssea, o aumento de gordura no sangue, diabetes do tipo II e outros problemas são decorrentes a essas mudanças.

A alimentação vegetariana pode ser uma alternativa para evitar esses agravos na saúde dos idosos, pois ela é rica em fibras, hidratos de carbono complexos e também tem baixo índice de gorduras e açúcares. Tudo isso colabora para a prevenção do diabetes, problemas cardiovasculares e obesidade.

a saúde do idosoAs alterações fisiológicas também são constantes nessa fase da vida, como por exemplo:

Mudanças hormonais

No caso das mulheres, após a menopausa elas sofrem com a forte diminuição da atividade hormonal, comprometendo a presença de cálcio no organismo, o que causa a osteoporose. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o leite não colabora, mas sim piora o quadro de osteoporose. Ele gera a descalcificação óssea, por conter proteína animal. Pode também causar alergias. Devem ser exploradas novas fontes de cálcio de origem vegetal, como por exemplo, vegetais escuros, o tofu, nozes e castanhas, o leite de soja entre outros.

Baixa resistência imunológica

Entre as principais deficiências nutricionais que os idosos enfrentam, está a falta de vitaminas A, B6, C e E. A dieta vegetariana rica em cereais integrais, soja, legumes verdes, frutas frescas, frutos oleaginosos e sementes, oferece uma boa dose dessas vitaminas necessárias para o organismo.

Sistema gastrointestinal

A diminuição dos reflexos e elasticidade dos movimentos também são sérios fatores no grupo da terceira idade. A mobilidade intestinal também é afetada, o que causa a inflamação bacteriana da mucosa digestiva. Dessa forma, certos nutrientes como a vitamina B1, B12 e ferro são absorvidas de forma deficiente. Com a alimentação vegetariana são fornecidas grandes quantidades de fibras, o que colabora para o bom funcionamento intestinal. A ingestão de cereais integrais, frutas, oleaginosos, legumes verdes e alimentos que contenham vitamina B12 e ferro, colaboram para que o idoso mantenha uma saúde regulada e fortalecida.

Alterações cardiovasculares

A elasticidade dos vasos sanguíneos perdem a sua vitalidade, o que contribui para a hipertensão arterial e para o risco de outras complicações cardiovasculares. A alimentação vegetariana é restrita em colesterol, gordura e sal, o que contribui para a prevenção dessas doenças e da elevada tensão arterial.

A alimentação vegetariana é sem dúvida uma alternativa que contribui e muito para a saúde do idoso, saiba mais e mantenha a sua saúde em dia.