Qual o segredo para uma vida longa e saudável? Com certeza a nutrição é um dos fatores mais importantes para atingir tal objetivo.

Mas o que é a Nutrição?

É o processo de fornecimento de nutrientes para os organismos animais e vegetais  necessários para a vida. É também considerada ciência, pois estuda as relações entre homem, alimento e doenças, na busca pelo bem-estar e a preservação da saúde humana.

O que são os nutrientes?

São as substâncias contidas nos alimentos que fornecem energia para o bom funcionamento do corpo humano. Há uma divisão dos nutrientes: os macronutrientes e os micronutrientes. Os macronutrientes são os carboidratos, proteínas e lipídios e os micronutrientes são as vitaminas e os minerais.

Os carboidratos fornecem a energia necessária para que você realize as atividades do dia a dia. As proteínas atuam na reestruturação de células e tecidos, crescimento e manutenção do esqueleto e síntese de enzimas e hormônios. E os lipídios realizam o transporte das vitaminas e também fornecem energia.

Já as vitaminas e os minerais são substâncias reguladoras, desempenham papel importante no bom funcionamento do intestino, contribuem na formação de ossos, dentes, cartilagens e no processo de absorção do organismo.

Em cada fase da vida temos uma demanda energética e funcional diferente, segundo cada necessidade orgânica.

A infância é onde ocorre a formação e crescimento. Até os 6º mês de idade é importante o aleitamento materno, pois fornece ao bebê todos os nutrientes necessários, além de anticorpos e outras substâncias fundamentais.

Nessa fase é importante respeitar os horários e as refeições. Após os 6 meses, a criança deve ingerir cereais, verduras, frutas e leguminosas. Se esse estímulo for realizado durante a infância, se tornará hábito uma alimentação saudável e problemas futuros com alimentação e doenças serão menores.

Nutrição é o segredo para uma vida longaNa adolescência, os jovens costumam dar pouca importância às verduras e frutas. O consumo de frituras, doces e refrigerantes pode acontecer em excesso. Esses maus hábitos alimentares são comuns nessa fase, por isso é preciso estar sempre atento.

Nessa fase além de ter uma alimentação saudável, é necessária a ingestão de cálcio (importante para formação do esqueleto), ferro (para o desenvolvimento muscular, esquelético e endócrino) e zinco (para o crescimento e a maturação sexual do adolescente).

A fase adulta é a fase da manutenção, se a pessoa tem hábitos saudáveis desde cedo, não será um problema manter uma alimentação saudável. Entretanto, se possui hábitos alimentares errados, irá comprometer o bom funcionamento do corpo e até da mente, correndo o risco de desenvolver doenças.

Já nos idosos, a alimentação além de nutrir, poderá tratar determinadas doenças e proteger o organismo. Nessa idade é importante priorizar alimentos com alto valor nutricional. Em alguns casos é necessário levar em conta alguns fatores: estado de saúde físico, mental e emocional, hábitos alimentares anteriores, alterações na capacidade de mastigar, deglutir, digerir e absorver os alimentos, etc. Mas no geral é importante consumir alimentos de grupos variados e ingerir muita água.

Uma boa nutrição significa prevenção de doenças crônicas, vida saudável e qualidade de vida.