Para quem trabalha fora, a marmita é a salvação. Ela não somente ajuda a economizar bastante no fim do mês, mas também permite uma alimentação de mais qualidade. Por isso, vale muito a pena montar o cardápio completo de marmita saudável para a semana. Confira como fazer um cardápio completo de marmitas saudáveis e manter uma boa alimentação.

Como criar um cardápio semanal? 

O primeiro passo, e o mais importante é você procurar ajuda de um nutricionista, esse profissional irá esclarecer o que precisa ter no seu cardápio de acordo com com a sua rotina e necessidades nutricionais, definindo os melhores alimentos que você deve ingerir. 

Aprenda algumas dicas coringa para preparar seu cardápio. Segue algumas dicas da Jéssica Santos, Nutricionista da Superbom.

O seu almoço ou jantar deve ser dividido em grupos alimentares:

Grupo dos reguladores: São fontes de vitaminas e minerais as folhas (alface e rúcula), os legumes (beterraba, cenoura, abobrinha, entre outros) e as frutas.

Grupo dos construtores: Proteína (soja, tofu, grão de bico, ervilha) ou pode complementar esse prato com as deliciosas opções de congelados da Superbom como o Burger Gourmet e Frango Vegan, alimentos ricos em vitaminas e minerais, que te darão disposição durante o dia.

Grupo dos Carboidratos: São os alimentos que te dão energia e não podem faltar em seu prato, como o arroz, macarrão, batata doce, purê de batata. 

Tire um momento do fim de semana para preparar a comida

Você pode cozinhar tudo em um único dia. Tire um domingo para cozinhar a comida, assim você não gasta tempo durante a correria da semana, nem cai na tentação de não fazer por cansaço após um dia muito corrido.

Mesmo fazendo no fim de semana, a comida ainda fica bem fresca pelos próximos dias.

Então, comece se planejando e pensando no cardápio . O que você quer comer durante a semana? Pense em todas as refeições e compre já tudo de uma vez, para garantir que você tem tudo o que precisa.

Também é preciso pensar um pouco na forma como a comida é guardada no local de trabalho, por exemplo. Lá tem geladeira ou um micro-ondas para esquentá-la? A maioria dos locais tem, mas é preciso ter certeza, pois isso pode limitar as suas opções.

Separe as porções para cada dia

Após saber o que você quer comer, comprar e cozinhar, é preciso separar as porções por cada dia. Se você quiser, pode até mesmo pesar a comida para garantir que você tem o suficiente, mas isso não é necessário. Você sabe medir bem a quantidade que precisa para a alimentação balanceada .

Na geladeira, as comidas podem ficar até uma semana e no freezer até um mês. Por isso, por exemplo, uma boa dica é ao cozinhar o feijão. Como é algo um pouco mais chato, você pode cozinhar para o mês todo e apenas ir temperando a cada semana.

Não se force a comer o que não quer

Outra boa dica é não se forçar a comer algo que você não gosta, pois isso pode ajudar você a cair na tentação de comer na rua. Existem inúmeros alimentos saudáveis que são deliciosos, você só precisa encontrar aqueles que lhe dão mais prazer.

Por exemplo, as carnes e frangos plant-based da Superbom podem ser usados para fazer receitas saborosas, sem comprometer a saúde do seu corpo. Portanto, seja bem honesta com você mesma e prepare aquilo que mais lhe agrada.

Mas também, não é preciso ficar amarrado a marmita. Se for uma ocasião especial, como um aniversário de um colega, uma visita de funcionários de outra unidade ou a comemoração de uma ação de sucesso na empresa, deixe a marmita de lado e coma com os colegas.

A marmita não é uma “obrigação” e não deve ser uma fonte de estresse. Pelo contrário, ela serve para ajudá-lo a comer melhor, gastar menos e eliminar o estresse.

Quer saber mais sobre como manter uma vida saudável mesmo durante a correria do dia a dia? Então acesse o site da Quero Vida e Saúde e confira.