Quem tem intolerância à lactose ou qualquer alergia à proteína do leite sabe que consumir esse produto pode trazer consequências desagradáveis e até perigosas, dependendo do nível dessa intolerância alimentar. Isso acontece porque algumas pessoas não produzem a lactase, enzima responsável por digerir a lactose. Então, se esse indivíduo consome algum alimento derivado do leite, podem ocorrer sintomas como dor abdominal, diarreia, vômitos e inchaço.

Para prevenir esse tipo de situação, as pessoas que têm essa intolerância optam por produtos que não contenham leite ou por alimentos zero lactose. Hoje, no mercado, existem várias opções para esse tipo de público não se privar de consumir os produtos que deseja.

Neste artigo, você vai saber um pouco mais sobre a intolerância à lactose e como escolher bem os produtos que não contém essa substância para seu cardápio diário. Acompanhe!

Entenda os tipos de intolerância à lactose

É possível encontrar pessoas que têm intolerância à lactose em 3 níveis. A intolerância primária é aquela em que a pessoa tem a diminuição natural da lactase, ou seja, ela vai ficando intolerante ao longo dos anos. É normal em pessoas de idade avançada.

A intolerância secundária pode ser ocasionada por alguma doença ou ferimento que o indivíduo pode sofrer ao longo da vida. Já o tipo congênito é aquele em que a pessoa já nasceu intolerante à lactose.

A indústria produz alimentos específicos para quem tem intolerância à lactose

É importante saber que intolerância à lactose não é o mesmo que alguma alergia à proteína do leite, como a betalactoglobulina ou outras proteínas. Quem tem alergia a esses componentes pode apresentar estufamento e um ligeiro mal estar, mas que não chega a atrapalhar a rotina, por exemplo.

Já quem é intolerante apresenta sintomas mais aparentes e severos, como você viu na introdução deste texto. Diante dessa realidade, a indústria desenvolveu enzimas para serem consumidas antes de ingerir os alimentos derivados do leite, no entanto, o ideal é priorizar os alimentos zero lactose, considerados uma opção mais segura.

Neste sentido, a indústria tem se voltado cada vez mais para pesquisas e desenvolvimento de alimentos que não contenham a lactose, mas que tenham o sabor muito semelhante aos produtos que têm a substância. Hoje, já é possível encontrar queijos, sorvetes, leites, iogurtes e outros alimentos sem lactose e com muito sabor.

Continue lendo clicando aqui!