Dentre os diversos vegetais que estamos acostumados em nosso cardápio o quiabo é um dos que desperta maior misto de sentimentos entre as pessoas. Os que gostam, o amam com intensidade quase maternal, mas, em compensação, os que dizem não apreciar o alimento declaram guerra ao vegetal.

Mas no post de hoje nós vamos apresentar argumento suficientes para fazer com que os apaixonados intensifiquem ainda mais seus sentimentos, e os que não se dão muito bem com o legume, possam, pelo menos, mudar um pouco sua visão quanto ao muitas vezes injustiçado quiabo.

A cápsula fibrosa recheada de sementes é muito popular em Minas Gerais, mas tem espaço garantido no cardápio de diversos preparados em todo o país e, também, no exterior. Aliás, ele é originário da África e foi trazido no período do Brasil colônia por escravos.

santa_cruz_47_expande

Falando de saúde, o fruto possui uma quantidade significativa de vitamina C (que pode se perder, com o cozimento), vitamina A (muito importante para o bom estado da visão) e, também, possui vitaminas do complexo B (fundamentais para o processo de crescimento).

A hortaliça  traz também em sua composição o cálcio, o ferro, fósforo e o cobre, nutrientes que ajudam na formação dos dentes, ossos e renovação saudável do sangue.

Muita gente reclama da estranha “gosma” que o vegetal solta quando está sendo preparado e utiliza isso como desculpa para não consumir o alimento. Muitas técnicas existem para amenizar e disfarçar a presença da desagradável substância.

Vale a pena você dar uma pesquisada sobre como obter os resultados. Uma das formas é pingar gotas de limão durante a preparação do prato. Aproveite para desfrutar dos inúmeros benefícios desse alimento que pode, quando bem preparado, agradar ao seu paladar e, paralelo a isso, beneficiar a sua saúde e a das pessoas que você se importa.

Fonte: Brasil Escola