A garantia de uma vida saudável é uma alimentação balanceada, por isso é necessário estarmos sempre atentos aos alimentos que colocamos no nosso prato. Muitas vezes esses alimentos possuem agrotóxicos e ou substâncias que podem fazer mal à nossa saúde.

Essas substâncias podem causar problemas diversos: digestivos, neurológicos e degenerativos: como Mal de Parkinson e Alzheimer, inflamações, infertilidade, câncer entre outras.

Os alimentos orgânicos são cultivados sem uso de adubo sintético – principalmente nitrogênio, fósforo e potássio – e sem o uso de agrotóxicos. A produção desses alimentos trata a propriedade rural como um organismo vivo, ou seja, cuida de todo meio ambiente que há ao redor, sem poluir o solo e sem provocar erosões.

Segundo levantamento da ANVISA, de outubro do ano passado, os alimentos convencionais mais contaminados por agrotóxicos são: o pimentão, morango, pepino, alface, abacaxi, couve, mamão e tomate. E mesmo na lavagem com cloro ou vinagre para higienizar as verduras, frutas e legumes o agrotóxico não sai dos alimentos.

Fuja dos agrotóxicos e adote alimentos orgânicos

Para saber se o produto que você está levando pra casa é realmente orgânico, fique atento se este possui o selo brasileiro de produtos orgânicos, determinado pela Lei dos Orgânicos ou pela declaração do produtor orgânico familiar. E atente-se: nem todo produto livre de agrotóxico é orgânico.

Hoje, é possível encontrar os alimentos orgânicos em muitos supermercados e em grande variedade. Lembre-se sempre: estes alimentos são benéficos à saúde, tanto de quem compra tanto de quem os produz e manipula, por não haver riscos de intoxicação pelos agrotóxicos.

Que tal começar a colocar alimentos orgânicos na sua mesa?