A chegada do verão traz consigo muitas situações que tanto almejamos ao longo do ano. Praia, sol, dias grandes, roupas confortáveis…  inúmeros  são os atributos que fazem com que a rotina seja mais agradável nesse período. Mas é necessário tomar cuidado para evitar que problemas de saúde arruínem as férias.

As temidas pedras nos rins fazem parte desse grupo de preocupações que rondam a vida na estação mais quente do ano. A desidratação pode ser um fator determinante para o aparecimento da doença que é conhecida por provocar dores comparáveis ao do parto nas pessoas.

Para evitar o problema, especialistas sugerem um consumo maior de água no verão. A explicação para isso é a de que nessa estação o corpo humano precisa de mais líquidos para a sua manutenção, mas nem todo mundo repõe a quantidade necessária, podendo, assim, gerar o problema, que é mais percebido nos meses em que o calor é intenso.

8-voltar

Claro que outros fatores também ajudam para o aparecimento das indesejadas pedrinhas. Questões hereditárias, infecção urinária, alimentos com muito sal e o elevado consumo de proteínas (como as carnes) também contribuem para a ocorrência do problema.

Os sinais são muito claros e passam por dores no abdômen, nas costas, além de náuseas e vômito. Se a doença não for tratada, a pessoa pode perder o seu rim. Prevenção é sempre a melhor dica!

O equilíbrio é a recomendação mais assertiva, aliando isso a uma hidratação constante que pode ser encontrada em frutas, verduras, refeições refrescantes e sucos, além de preferir alimentos mais frescos e leves, sem exageros com o sal.

Tomando esses cuidados, certamente o seu verão será muito mais proveitoso e agradável, desfrutando as maravilhas da estação sem a necessidade de visitar uma mesa cirúrgica para retirar pedras dos rins.

Fonte: G1