Descobriu que tem intolerância ao glúten e não sabe o que fazer? Os sintomas da doença celíaca são muito desagradáveis, como diarreia, perda do apetite, dor abdominal, sensação de inchaço e até mesmo anemia e osteoporose. Para se livrar deles, é preciso seguir algumas orientações.

Preparamos este post com dicas importantes a todo intolerante ao glúten. Confira!

Abandonar totalmente os alimentos com glúten

A doença celíaca não tem cura. Logo, seu único tratamento é a abstinência completa de tudo que contenha glúten. Como ele é a principal proteína encontrada no trigo, centeio, cevada, malte e aveia, pratos como massas, pizzas, pães, bolos, bolachas e biscoitos são proibidos na dieta dos celíacos. 

Por outro lado, você está enganado se pensa que existem poucos produtos sem glúten! Há diversas opções no mercado que podem ser consumidas pelos intolerantes.

Para cozinhar em casa, ingredientes como fubá, amido de milho e farinhas de amêndoa, linhaça, chia, arroz e mandioca podem ser utilizados em substituição à farinha de trigo em diversas receitas populares. A tapioca também é uma ótima alternativa para o café da manhã e o lanche da tarde.

Verificar as etiquetas dos produtos

Em 2003, foi decretada a Lei nº 10.674, que obriga as indústrias a informarem a presença ou não da proteína nos rótulos de todos os alimentos. 

Então, sempre verifique as etiquetas dos produtos antes de comprá-los e procure pelas expressões “contém glúten”, “não contém glúten” ou “gluten free”.

Consultar um nutricionista

Procurar um nutricionista é essencial para iniciar uma grande mudança de hábitos. Esse profissional pode indicar quais substituições você deve fazer, além de fornecer informações sobre ingredientes com fontes de glúten oculto.

Tomar cuidado com a preparação dos alimentos

Refeições sem glúten não devem ser preparadas ou servidas nos mesmos recipientes em que foram manipulados produtos com a presença dessa proteína. Os utensílios utilizados devem ser de uso exclusivo ou estar totalmente limpos, para que não haja contaminação cruzada.

Um exemplo é a batata frita, que pode ser ingerida por quem tem intolerância. Entretanto, caso o mesmo óleo tenha sido utilizado para fazer pastéis, o seu consumo passa a ser contraindicado para os celíacos.

Consumir alimentos ricos em fibras, ferro, vitamina C e cálcio

É importante suprir a necessidade dos nutrientes que eram consumidos juntamente ao glúten, ao retirá-lo da dieta.

As fibras, por exemplo, são importantes para manter a saúde da flora intestinal e o bom funcionamento do nosso sistema digestivo. Por isso, é fundamental ingerir bastante mamão, alface, amendoim, linhaça, milho, chia, lentilha e arroz.

O ferro, a vitamina C e o cálcio também estão entre as vantagens da ingestão de trigo. Portanto, ao cortá-lo das refeições, é indicado comer laranja, coco, brócolis, feijão, mandioca, espinafre, ervilha, grão-de-bico e soja.

Apesar de essa proteína estar presente em grande parte dos alimentos consumidos no nosso dia a dia, é possível substituí-la na dieta tranquilamente. Para isso, é necessário seguir as recomendações de profissionais especializados a fim de garantir uma vida saudável e conviver bem com a doença celíaca.

Gostou das nossas dicas? Se ainda tiver alguma dúvida sobre a intolerância ao glúten, deixe seu comentário! Aproveite também para nos contar sobre suas experiências.