Certos problemas de audição, quando não são diagnosticados e tratados a tempo, podem trazer prejuízos permanentes para a saúde.

É importante haver uma conscientização sobre a audição saudável, a importância do diagnóstico precoce e as opções para agir para encontrar a melhor solução para cada quadro.

A perda auditiva nem sempre pode ser evitada – às vezes é apenas uma consequência do envelhecimento. Mas os problemas de audição devido à exposição a ruídos altos são completamente evitáveis.

Por isso comece a cuidar da saúde dos seus ouvidos desde já, com as dicas e informações que você vai encontrar a seguir.

Por que é importante cuidar da audição?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 360 milhões de pessoas – entre as quais 32 milhões são crianças – sofrem com problemas de audição causados por motivos diversos em todo o mundo.

Contar com uma audição saudável garante mais liberdade ao se comunicar – mesmo havendo a Libras – Língua Brasileira de Sinais, que permite comunicação aos que têm perda de audição e/ou dificuldade de comunicação verbal.

Ouvir bem facilita a interação social, a conexão familiar e a produtividade no local de trabalho – além de garantir mais segurança quando estamos nas ruas, alertas aos sinais de trânsito, carros passando e outras questões.

Então, quando sua audição começa a diminuir, isso afeta sua qualidade de vida: os problemas de audição não afetam apenas fisicamente. Pode afetar sua saúde emocional e social também.

Quadros clínicos que podem gerar problemas de audição

A perda auditiva pode ser genética ou causada por danos ao ouvido – mas também existem algumas doenças que podem causar o problema. Veja as principais a seguir:

Otosclerose: crescimento ósseo anormal nos ouvidos. Geralmente é genético e pode causar um início gradual da perda auditiva, sendo uma das causas mais comuns de problemas de audição;

  • Síndrome de Ménière: doença que interfere no fluxo de fluido no ouvido interno;
  • Síndrome de Usher: doença genética que pode causar perda de audição e visão;
  • Neuroma acústico: doença rara que envolve um tumor não canceroso, crescendo diretamente no nervo responsável pela audição e pelo equilíbrio. É causada pela exposição regular a ruídos altos ou radiação na área facial;
  • Caxumba: infecção viral, especialmente comum em crianças. Esta doença faz com que as glândulas salivares fiquem inflamadas, causando inchaço nas bochechas;
  • Sarampo: causada pelo vírus da rubéola, é uma doença comum na infância – mas também pode ocorrer em adultos não-vacinados contra a doença.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos:

Conheça os alimentos que são amigos de seus olhos

Diabetes: saiba quais são os alimentos permitidos e os que devem ser evitados

Quais são os melhores alimentos para a saúde das mulheres?

Dicas para evitar problemas de audição

  • Evite usar cotonetes para limpar os ouvidos, pois eles podem irritar o canal auditivo e empurrar a cera de volta para dentro, dificultando a remoção;
  • Proteja seus ouvidos durante o banho, usando protetores auriculares ou algodões embebidos em óleo de coco. Isso protege seus ouvidos da água do banho e das bactérias do corpo, que podem entrar no canal auditivo e causar uma infecção e problemas de audição;
  • Evite ouvir som muito alto em seus fones de ouvido. A sugestão é ouvir com fones de ouvido no máximo 60% do volume, por não mais que 60 minutos por dia;
  • Dê um tempo para seus ouvidos se recuperarem depois de uma exposição a ruídos altos por um período prolongado de tempo, como em um concerto, uma obra ou em um bar. Tente sair do ambiente por cinco minutos de vez em quando para deixá-los descansar;
  • Não ignore problemas de audição: eles não vão melhorar sem o tratamento certo. Quanto mais tempo você deixar um problema no ouvido, mais tempo levará para tratar;
  • Mantenha um estilo de vida saudável, com uma rotina de exercícios diários e uma dieta equilibrada – certos alimentos podem inclusive proteger contra problemas de audição. Saiba mais a seguir.

Como a alimentação pode proteger sua audição

Na luta para manter sua saúde auditiva por mais tempo, é fundamental usar a alimentação como sua aliada.

O cálcio constrói ossos fortes e o zinco é um mineral importante para estimular o sistema imunológico. Alguns minerais, como os listados abaixo, também são elementos essenciais para combater problemas de audição:

  • Potássio – regula o fluído no ouvido interno. Por isso consuma mais batata, espinafre, feijão, tomate, passas, damascos, bananas, melões, laranjas, iogurte e leite com baixo teor de gordura;
  • Omega 3 – estimula a função cerebral, enviando sinais entre o cérebro e os ouvidos de forma mais eficaz. Por isso consuma mais óleo de linhaça ou de soja;
  • Magnésio – atua como uma barreira protetora para as células ciliadas do ouvido interno quando ruídos altos foram emitidos. Por isso consuma mais banana, alcachofra, batata, espinafre e brócolis;
  • Zinco – estimula o sistema imunológico do corpo e ajuda a evitar infecções que podem afetar o ouvido. Por isso consuma mais castanhas de caju, amêndoas, amendoim, feijão, ervilhas e lentilhas;
  • Ácido Fólico – estimula o crescimento celular e contribui para a saúde geral das células ciliadas do ouvido interno. Por isso consuma mais cereais matinais fortificados, fígado, espinafre, brócolis e aspargos.

Alguns estudos indicam que a cafeína, presente em café e refrigerantes a base de cola, pode causar problemas de audição, acentuando eventuais zumbidos. Por ser um tema ainda controverso, recomenda-se rever o consumo- para quem desejar riscar a cafeína do cardápio, a cevada é uma ótima opção!

Os cuidados com a saúde envolvem conhecer e prevenir problemas de audição, garantindo maior qualidade de vida. Acompanhe nosso blog para saber mais sobre alimentação saudável e receber dicas para garantir saúde e bem-estar por mais tempo!