É uma hortaliça que pode ser utilizada em diferentes receitas, de inúmera formas, sejam elas salgadas ou doces, a abóbora possui em sua composição nutricional carboidratos; proteína; cálcio; sódio; potássio; fósforo; ferro; magnésio; vitaminas A, C e E; e, melhor, possui pouquíssima gordura, evitando, assim, os quilinhos a mais indesejados. Outro atributo muito importante fornecido pelo fruto é a grande quantidade de água e fibras que ajudam a manter o intestino funcionando normalmente.

Uma variação da abóbora é a conhecida moranga, que é chamada também como jerimum. É rica em vitamina A, além de possuir uma substância funcional que é um poderoso antioxidante (combate aos radicais livres), além de prevenir doenças relacionadas ao coração. Ela também pode ajudar na redução do risco de certos tipos de câncer, doenças do coração derrames e problemas na visão.

Abóbora isolado

Muitos perguntam a quantidade exata de consumo para que os benefícios sejam verificados, mas os especialistas garantem que não existe uma quantidade indicada, mas deve ser realizado um consumo regular, que componha o seu cardápio. Ela pode ser preparada cozida, assada, refogada… se você optar por cozinhar, a melhor forma de se realizar procedimento é por meio do vapor, pois faz eliminar menos nutrientes do legume.

Outra parte da abóbora que também pode ser aproveitada é a das sementes. Elas são ricas em fitoestrógeno e são capazes de auxiliar na redução dos sintomas da menopausa e TPM, além de diminuir dos níveis de colesterol. Uma forma saborosa de se consumir é assada, pois ficam crocantes e gostosas. Agora que você já sabe os benefícios desse fruto, faça com que ele entre com mais frequência na sua dieta e na da sua família também.

Fonte: Mais Equilíbrio