Em um mundo em que as crianças estão crescendo em paralelo aos avanços da tecnologia, é importante entender conceitos saudáveis ​​de uso digital e cidadania – e transformar os gadgets mais em ferramentas de aprendizado e menos em babás eletrônicas.

Por isso trouxemos algumas dicas para ajudar os pais a ensinarem seus filhos a construírem relações saudáveis com os eletrônicos – assim como a importância do tempo de qualidade em família e a importância dos hábitos saudáveis.

Pacote de dados familiar

Quando usada de maneira adequada e cuidadosa, a internet pode trazer inúmeros benefícios para toda a família – apps que complementam o aprendizado da sala de aula, receitas especiais para as refeições, filmes e programas com conteúdos apropriados.

Porém, quando usada de forma inadequada ou sem planejamento, ela pode atrapalhar muitas atividades importantes, como interações pessoais, o tempo em família, atividades ao ar livre, exercício e até o sono.

Regras gerais

As mesmas diretrizes devem ser aplicadas em ambientes reais e virtuais. Ensine a importância da administração do tempo. Conheça os amigos de seus filhos, tanto online quanto offline. Saiba quais plataformas, software e aplicativos eles estão utilizando, quais sites eles visitam na Web e o que estão fazendo online.

Exemplo

As crianças aprendem muito pelo exemplo – por isso é essencial que os pais pratiquem aquilo que pregam com relação ao uso de eletrônicos e tempo online. Assim, você estará mais disponível e conectado com seus filhos se estiver interagindo, abraçando e brincando com eles, em vez de simplesmente olhando para uma tela.

Crie a rotina de recarregar os dispositivos durante a noite – do lado de fora do quarto (das crianças e também dos adultos), para ajudar a evitar a tentação de usá-los quando deveriam estar dormindo.

Interações pessoais

Crianças muito pequenas aprendem melhor através da comunicação bidirecional. O envolvimento no “tempo de conversação” alternado é essencial para o desenvolvimento da linguagem.

Mesmos os apps mais educativos, que tiram um pouco essa sensação de que os gadgets são babás eletrônicas por fornecerem conteúdo relevante, não substituem o toque humano.

As conversas podem ser presenciais ou, se necessário, por meio de bate-papo por vídeo com um dos pais que viaja ou avós distantes.

Não use a tecnologia como babás eletrônicas

A internet pode ser muito eficaz para manter as crianças calmas e entretidas, mas usar os dispositivos eletrônicos como babás eletrônicas nestes casos não deve ser a única maneira de ensiná-las a se acalmar.

As crianças precisam ser ensinadas a identificar e lidar com emoções fortes, desenvolver atividades para controlar o tédio ou se acalmar pela respiração, conversando sobre maneiras de resolver o problema e encontrando outras estratégias para canalizar emoções.

Privacidade e perigos

Os adolescentes precisam saber que, depois qualquer conteúdo é compartilhado com outras pessoas, eles não poderão excluí-lo ou removê-lo completamente.

Eles também precisam estar atentos às configurações de privacidade e precisam ser avisados ​​de que pessoas má intencionadas também usam redes sociais, salas de bate-papo, e-mail e jogos online para entrar em contato com crianças.

Aprendizado constante

As crianças cometerão erros usando a internet – por isso é importante saber lidar com os erros de forma empática, de forma a transformar um erro em um momento de aprendizado.

Mas algumas indiscrições, como sexting, intimidação ou publicação de imagens de danos pessoais, podem ser um sinal de alerta que sugere problemas à frente. Observe cuidadosamente o comportamento de seus filhos e, se necessário, peça ajuda profissional.

Tempo de qualidade

Crie momentos de convivência familiar, que ajudem a estreitar laços e criar boas memórias para toda a família.

Promova refeições saudáveis em família e outras reuniões sociais. Desligue a TV – especialmente durante as refeições, porque a TV em segundo plano pode atrapalhar o tempo com as crianças.

Que tal unir o útil ao agradável e juntar toda a família no preparo das refeições? A Superbom pode ser uma grande parceira nessa tarefa: está trabalhando há mais de 90 anos para oferecer alimentos saudáveis e práticos que permitem à sua família ter mais tempo de qualidade.

Siga a Superbom nas redes sociais:

Siga a Superbom no Facebook!Siga a Superbom no Twitter!Siga a Superbom no YouTube!Siga a Superbom no Instagram!