Todos nós já ouvimos o ditado que diz: “mente sã, corpo são”. Essa antiga máxima romana acerta em cheio: sendo o cérebro o principal órgão do corpo humano, controlador das funções vitais, cuidar da saúde dele, principalmente estimulando a memória e a concentração, é indispensável para o nosso bem-estar global. 

E uma forma simples de fazer isso é investir em alimentos para o cérebro. Montar uma agenda de alimentação balanceada, rica em produtos de qualidade, é básico para garantir os nutrientes adequados que impulsionam as atividades mentais.

Neste artigo, vamos mostrar 7 alimentos de origem vegetal que vão ajudar você a deixar o seu cérebro afiado. Anote as nossas dicas para enriquecer o seu cardápio!

1. Sementes de abóbora

Essas sementes deliciosas, que completam uma boa salada e também servem como petiscos para a hora do lanche, são cheias do ácido graxo ômega-3, que atua na construção das células cerebrais e nervosas. Esse nutriente ainda está associado à prevenção da doença de Alzheimer. 

Além disso, as sementes de abóbora oferecem muitos antioxidantes, e isso favorece tanto a redução do esquecimento quanto o aumento da longevidade cerebral. 

E se tudo isso já não bastasse, as sementes carregam um potente grupo de sais mineiras que ajudam a cuidar da memória e do sistema nervoso: zinco, magnésio, cobre e ferro. 

2. Brócolis 

Um dos principais benefícios do brócolis para a memória e a concentração é a sua abundância de vitamina K. Esse nutriente melhora o desempenho das funções cerebrais e, portanto, estimula a cognição e amplia as capacidades de raciocinar e aprender. 

Ademais, o brócolis é poderoso em propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, ajudando a regenerar as células e a prevenir doenças. 

Dica bônus: o espinafre é outro alimento rico em vitamina K. Ele também oferece nitratos, que atuam na circulação sanguínea, estimulando a boa irrigação cerebral, que favorece a memorização. 

3. Soja 

A soja é uma grande parceira da nossa memória, trazendo um bom teor de flavonoides para a alimentação. Esse tipo de substância tem alto desempenho antioxidante, afastando os radicais livres, que podem causar uma série de doenças. 

O tipo de flavonoide encontrado na soja é a isoflavona, que tem como um de seus benefícios fortalecer o sistema nervoso. Logo, o consumo do grão e dos seus derivados ajuda na prevenção do aparecimento de problemas neurodegenerativos, ou seja, aqueles que causam a degeneração ou, até mesmo, a morte progressiva de células nervosas. 

4. Nozes

No início da nossa lista de alimentos para o cérebro, já comentamos sobre como o ômega-3 desempenha um papel importante. Logo, pensamos ser interessante mostrar mais uma opção concentrada nesse nutriente, como é o caso das nozes. 

Mas outra substância que chama a atenção nessas oleaginosas e que oferece muitas vantagens para a saúde cerebral é a vitamina E, um antioxidante que atua na prevenção da perda de capacidade cognitiva. Essa substância trabalha protegendo as membranas das células dos efeitos causados pelos radicais livres, evitando o envelhecimento do cérebro. 

5. Laranja

Uma das frutas mais populares da nossa alimentação, a laranja é uma aliada e tanto da boa memória, pois são muitos os benefícios que ela oferece à saúde cerebral. 

Para começar, é repleta de vitamina C, um nutriente que, assim como a vitamina E, é um bom antioxidante. Logo, a fruta ajuda a prevenir o estresse oxidativo, afastando o mal que os radicais livres podem causar em nossas células. 

Outra função importante da vitamina C é a sua presença na formação de catecolaminas, que são neurotransmissores ativos na passagem de informações do sistema nervoso central. Desse modo, regulam comandos hormonais, suportando a sintonia das funções do cérebro com o restante do corpo. 

A laranja também é fonte de vitamina B9, conhecida como ácido fólico ou folato. Essa substância é indispensável para manter a saúde mental, afastando o aparecimento de transtornos como a ansiedade e a depressão. Além disso, a B9 é uma conhecida amiga das gestantes, pois age na construção do sistema nervoso do feto. 

Por fim, a laranja ainda oferece mais um grande benefício, que também é presente em outras frutas cítricas, como o morango, a uva, a acerola, o kiwi e o limão: a fisetina, substância que favorece o bom funcionamento da memória.

6. Cúrcuma

Também conhecida como açafrão-da-terra, a cúrcuma é uma raiz tradicionalmente usada como fitoterápico pelas medicinas orientais. Geralmente consumida na forma em pó e apresentando sabor e coloração intensos, o tempero é mais uma dica incrível desta lista de alimentos para o cérebro. 

A cúrcuma é relacionada ao reparo de células e também à prevenção de problemas neurodegenerativos que tendem a aparecer em razão da idade avançada. Um dos principais casos é com relação à doença de Alzheimer, pois o consumo da raiz é capaz de limpar as placas amiloides, que inflamam o cérebro, podendo desencadear o transtorno. 

Além disso, o consumo do tempero motiva o aumento da dopamina e da serotonina, dois hormônios que desencadeiam as sensações de bem-estar, ajudando a manter a saúde do cérebro e afastar sinais de ansiedade e depressão.

Essas características potentes da cúrcuma são graças à curcumina, um ingrediente ativo de propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. A substância atua de modo significativo nas células cerebrais, beneficiando a capacidade de memória.

7. Broto de feijão

Outro alimento conhecido pela tradição nas culturais orientais, o broto de feijão (ou moyashi) é uma excelente pedida para adicionar no cardápio e ter muitos ganhos na memória e na concentração. 

Assim como a laranja, ele oferece ácido fólico, atuando na regulação dos aminoácidos que trabalham em prol do nosso sistema nervoso. Portanto, favorece a boa capacidade mental. 

Ele também traz concentrações de vitaminas K e C, que, como já vimos, são aliadas da saúde do cérebro. E traz, ainda, sais minerais reguladores, como fósforo, magnésio e ferro. 

Mas o grande destaque do broto de feijão é a presença de inositol, ou vitamina B8. Esse nutriente atua no sistema de vigília e no intelecto, ajudando a prevenir o aparecimento de doenças mentais, que tendem a desestabilizar o humor e, logo, prejudicar a memória e a concentração. 

Manter uma alimentação balanceada, que proporcione uma oferta variada e regular de nutrientes é essencial para o bom funcionamento do nosso corpo. E, hoje, vimos especialmente que fazer boas escolhas à mesa é importante para conquistar uma mente ativa e alerta.

Mas além dos benefícios desses 7 alimentos para o cérebro que mostramos neste artigo, ainda há muito mais informações aqui no blog para você entender bem sobre hábitos saudáveis. Fique mais um tempinho com a gente e aprenda também, neste post, como a alimentação reflete na saúde física e mental.