Alguns compostos na alimentação fazem muito bem para a saúde. Um exemplo é a tão apreciada granola, que nada mais é do que um mix de cereais, frutas secas, grãos, oleaginosas e adoçantes naturais. Os nutricionistas recomendam a sua utilização principalmente no desjejum, pois ela agrega à sua composição propriedades generosas de substancias que o corpo necessita para se sustentar durante o dia.

A granola é um preparado que concentra carboidratos, lipídeos, fibras, vitaminas (A, B1, B2, B6, B9, B12 e C) e minerais (ferro, cálcio e zinco). Mesmo sendo um alimento bastante completo, os especialistas não recomendam que sua utilização seja diária, nem sozinha. Procure sempre acompanhá-la a frutas e lácteos, para quem utiliza.  É necessário se atentar também para a composição da granola, pois há variações entre as diversas marcas.

É recomendado que o consumidor verifique os teores de açúcares e calorias, privilegiando os que reduzem essas substâncias. Também deve se considerar que quanto mais  ingredientes naturais tiver, melhor será o composto (muitos contém chocolates, por exemplo, o que deixa o produto mais calórico). Para que você acerte, deixamos abaixo alguns cuidados que são importantes ao comprar o produto adequado:

1 – Deve conter oleaginosas (nozes, castanha do pará).

2 – Cuidado com a quantidade de açúcar.  Menos é mais.

3 – Não deve conter flocos de milho.

4 – O valor de fibras deve ser maior do que o de gorduras.

5 – Não pode haver corantes em sua composição.

6 – Não exagerar nas quantidades diárias. Em excesso, poderá elevar gordura corporal.

7 – Prestar atenção na composição da granola (não pode, por exemplo, conter pedaços de chocolate).

 

Fonte: Barra de Cereal