Estão cada vez mais recorrentes os debates e a preocupação com aqueles que possuem limitações ou intolerâncias alimentares. Se no dia a dia os desafios são diversos para não comer nada que faça mal, a alimentação em viagem é uma questão ainda mais complexa.

Variações de temperatura, longos caminhos e lugares despreparados para informar sobre a composição dos alimentos são apenas alguns dos pontos problemáticos. Para que sua viagem não se torne uma desventura por conta da comida, trouxemos hoje algumas dicas importantes. Acompanhe!

Tenha snacks na bagagem

Levar a comida de casa é uma ótima maneira de garantir total segurança na hora de fazer seu lanchinho na estrada. Para isso, faça uma lista e vá ao supermercado com as opções em mente. Lembre-se sempre de ler com atenção os rótulos para adquirir somente os alimentos que se adequam às suas necessidades.

Barrinhas de cereais, frutas desidratadas, biscoitos e outros aperitivos podem ser excelentes alternativas — práticas e baratas — para as viagens mais curtas.

Mas se o trajeto for longo, é preciso estar mais atento e preparar lanches mais substanciais, capazes de saciar de verdade. Entretanto, isso também requer cuidados, e é disso que vamos tratar no próximo tópico.

Leve lanches em uma bolsa térmica

Carregar sanduíches, frutas, marmitinhas e outras opções mais encorpadas é uma ótima ideia. Mas esses alimentos estragam com facilidade, por isso precisam de cuidados especiais.

Primeiramente, fique atento ao trajeto e às temperaturas que você vai enfrentar durante o caminho. Assim, você consegue planejar melhor os recipientes para carregar as refeições. 

Uma bolsa térmica é capaz de manter a temperatura ideal pra que seu sanduíche permaneça saboroso e as verduras e frutas continuem frescas. Embale cada alimento separadamente em saquinhos plásticos de armazenamento e depois organize tudo dentro da bolsa.

Isso vai evitar que eles troquem calor entre si e fazer com que mantenham a qualidade por mais tempo.

Planeje a viagem com cuidado

Leve em consideração o trajeto, os passeios, o clima do local, a previsão do tempo e o intervalo entre as refeições. Esse planejamento é essencial para se alimentar bem durante a viagem. Programe direitinho as paradas e leve a quantidade certa de comida para que não haja desperdícios.

Opte sempre por comidas leves, até mesmo nas refeições principais, para manter a energia necessária sem aquele desconforto no estômago causado pela digestão.

Se estiver dirigindo, lembre-se que o sono após as refeições pode atrapalhar a concentração dos motoristas. Mais um motivo para fazer refeições menos pesadas, certo?

Vai de avião?

Existem companhias aéreas que se preocupam com você e sua saúde! Dê preferência às empresas que fornecem opões de lanches e refeições sem lactose e sem glúten para os passageiros que têm intolerâncias alimentares.

Em geral, essas informações estão disponíveis nos sites das empresas e você pode conferir antes mesmo de comprar sua passagem. Pesquise, informe-se e alimente-se com segurança!

Agora que já conhece algumas dicas de alimentação em viagem, você está pronto para pegar a estrada! Curta nossa página no Facebook e fique por dentro de todos os conteúdos.