A busca por uma alimentação saudável e a preocupação com o sofrimento animal estão entre as principais razões que têm feito com que muitas pessoas decidam parar de consumir carne.

Seja qual for a motivação para a escolha por esse estilo de vida, uma pergunta importante surge no centro do processo de transição: como se adaptar ao vegetarianismo?

Para começar, é necessário perceber que se tornar vegetariano não é tão simples. Assim como é importante optar por essa mudança, também é essencial definir de que modo a adaptação será feita. Afinal, o organismo precisa de tempo a fim de entender o novo hábito alimentar para que a saúde não seja comprometida.

E é justamente para facilitar o dia a dia de quem está vivendo esse momento que preparamos o post de hoje. Acompanhe as 8 dicas a seguir e veja como se ajustar ao vegetarianismo mais rápido e sem descuidar do seu bem-estar.

1. Procure ajuda de um profissional

Ao optar por ser vegetariano, uma coisa deve ficar clara: carnes não farão mais parte das suas refeições. E para que essa mudança alimentar se estabeleça de forma adequada, contar com o auxílio de um nutricionista é altamente recomendado.

Um erro comum entre os novos vegetarianos é simplesmente parar de consumir carnes e não adicionar à dieta itens que sanem a falta dos nutrientes que costumavam ingerir a partir desses alimentos (como a vitamina B12, por exemplo, essencial para evitar anemias).

Nesse sentido, ao ser guiado por um profissional, você terá base para saber como se adaptar ao vegetarianismo de forma gradual e em coerência com o seu ritmo de vida. A partir de informações clínicas e do conhecimento sobre os seus hábitos, o especialista em nutrição é capaz de organizar um cardápio adequado para você, tornando o processo de transição mais rápido e natural.

2. Use a criatividade na cozinha

Quem passa por uma renovação de hábitos alimentares, como a transição para o vegetarianismo, tende a ter mais atenção com o que come. A reeducação também estimula as pessoas a conhecerem melhor os alimentos e a quererem preparar as suas refeições com mais cuidado.

E a fim de que a mudança para o vegetarianismo seja facilitada e menos monótona, nada de comer só arroz, feijão e salada todo dia. Uma alimentação tão restrita, com pouca variedade de sabores e texturas, pode ser desestimulante e tornar a adaptação desnecessariamente árdua e demorada — além de pouco saudável devido à falta de nutrientes.

Então, aposte em grãos diferentes em seus caldos e saladas (como a lentinha e o grão-de-bico), valorize os legumes em uma torta colorida e bem-temperada, utilize nozes e castanhas para fazer uma farofa deliciosa — as opções são muitas, basta deixar que a criatividade flua na hora de cozinhar!

3. Abuse dos temperos

Além de inovar nas receitas e nos modos de preparo, parte de entender como se adaptar ao vegetarianismo mais rápido está em usar temperos variados na sua alimentação. Afinal, bons pratos não são feitos só de sal e açúcar.

Portanto, para intensificar a potência dos seus preparos, dê valor às ervas frescas (orégano, manjericão e salsa, por exemplo) e às especiarias (como canela, gengibre e noz-moscada). Esses ingredientes realçam o sabor de legumes, hortaliças, grãos e cereais e, assim, tornam a alimentação mais aromática e apetitosa.

Com esse estímulo sensorial, a transição para o vegetarianismo se torna instigante e, consequentemente, mais fácil e rápida.

4. Conte a novidade para os amigos e familiares

Depois de entender como se adaptar ao vegetarianismo com saúde e começar a fazer as trocas no seu cardápio, não deixe de comunicar a decisão para quem vive ao seu redor.

Deixar clara a escolha pelo estilo de vida vegetariano para as pessoas próximas e contar com a compreensão delas fará com que a transição seja bem mais rápida. Além de conquistar apoio para levar o plano adiante, compartilhar o seu novo hábito alimentar pode ser uma fonte de inspiração para que outros também queiram conhecer os benefícios de uma alimentação vegetariana.

5 – Organize uma rotina para fazer suas receitas

Se adaptar ao vegetarianismo também significa explorar novas habilidades e técnicas na cozinha. Muitas das receitas vegetarianas podem exigir preparos que não são tão tradicionais na alimentação onívora e, por isso, você pode precisar tirar um tempinho para se organizar.

Para que as receitas vegetarianas entrem numa rotina mais prática, é preciso ter todos os ingredientes necessários em casa, utensílios adequados para determinadas técnicas e bons livros de receita que podem te ajudar a variar o cardápio. Lembre-se, quanto mais informação e pesquisa, mais fácil será a sua adaptação ao vegetarianismo.

6 – Conheça os aspectos nutricionais do vegetarianismo

Você provavelmente já ouviu muita gente falar sobre como o vegetariano é mais desnutrido que a pessoa que come carne, certo? Mas não é bem assim. O vegetariano consegue viver uma vida tão – ou até mais – saudável do que qualquer indivíduo onívoro. Mas, para isso, ele precisa conhecer todos os detalhes nutricionais dessa prática alimentar, afinal, adotar uma alimentação vegetariana significa mudar hábitos que estamos acostumados a repetir desde o começo de nossas vidas.

Por isso, é importante saber quais nutrientes você está deixando para trás ao abandonar os alimentos de origem animal, como também é essencial garantir que você saiba onde encontrá-los nos alimentos de origem vegetal. Além disso, é preciso conhecer de perto como preparar os alimentos vegetais para que eles se mantenham nutritivos e ofereçam para você todos os nutrientes necessários para se manter saudável.

7 – Atente-se aos rótulos e informações de produtos

É possível afirmar que  muitos produtos industrializados, comercializados em mercados e supermercados de todo o país, apesar de parecerem vegetarianos, podem conter um ou outro ingrediente de origem animal.

Por isso, independentemente do tipo de vegetariano que você se tornar, é fundamental ter noção da importância de ler rótulos com atenção, fazer disso um hábito cotidiano. Apenas conferindo ingredientes, informações do fabricante sobre certificações do produto, é que você terá a garantia que está levando para a casa algo realmente vegetariano.

8 – Faça uma lista de restaurantes e lojas vegetarianas na sua cidade

Não é todo dia que você vai preparar suas refeições em casa, certo? Por isso, é preciso conhecer as opções disponíveis de lugares em sua cidade, como restaurantes e lojas de produtos vegetarianos, para te atender a qualquer momento.

Com esse roteiro sempre em mãos, você deixa de passar aperto quando não tiver tempo de preparar uma refeição vegetariana!

Quer saber mais sobre como se adaptar ao vegetarianismo? Leia o nosso e-book “Vegetarianos: Como e onde viver” com dicas completas para que deseja fazer a transição ou já é vegetariano.