É clássico aquele conceito de que a mulher grávida deve comer por dois. Nesse período o apetite aumenta, e nada mais natural, pois o bebê depende dos nutrientes consumidos pela mãe para que possa se desenvolver adequadamente e com saúde, é preciso então se alimentar bem. Mas cuidado, comer bem não quer dizer que se deva comer qualquer coisa, é necessário manter uma dieta rica em proteínas, vitaminas  e sais minerais e excluir os doces e frituras, para que com a gravidez, não surja um ganho de peso excessivo, pois isso pode prejudicar a mãe e o bebê.

As verduras e legumes são alimentos de fundamental importância e que não devem ficar de fora da dieta de uma gestante. Aleás, podem ser consumidos a vontade pois não contém alto índice de gordura e são muito benéficos a saúde. Quando o bebê está em formação no útero da mãe, ele necessita de todos os tipos de nutrientes, nesse processo deve-se acrescentar em média 300 calorias diárias na alimentação, onde as frutas e fibras também devem estar inclusas, sempre unindo o saudável e o balanceado.

Lembrando que para cada caso existe um parâmetro a ser seguido. Existem gestantes mais magrinhas, mais cheinhas, a gravidez de gêmeos, casos de mães com diabetes, tudo isso deve ser levado em consideração e a gestação sempre ter o acompanhamento de um médico especialista.

A dieta de 300 calorias aqui descrita, deve ser seguida em casos de gravidez normal, onde o mais importante é que a futura mamãe siga uma dieta balanceada e saudável, não ultrapassando um quilo ganho em cada mês.

A gestação é uma fase muito importante para a mulher, algo que muda para sempre a sua vida. No entanto, deve ser levada a sério e tratada com a mais devida atenção e dedicação, pois se trata de uma nova vida a ser gerada, e o bebê merece o mais sublime respeito.

Felicidades a todas as futuras mamães e até a próxima!