Quando falamos sobre vegetarianismo, é usual acontecerem confusões quanto ao conceito da palavra vegetariano. É comum pensar que os vegetarianos são pessoas com uma rotina livre de qualquer produto de origem animal (alimentos, roupas, cosméticos etc.), o que, na verdade, é a definição da ideologia vegana. De um modo geral, os vegetarianos são aqueles indivíduos que retiraram artigos à base de carne de sua alimentação.

Hoje, os vegetarianos se dividem em quatro principais grupos, que englobam mais de 15 milhões de brasileiros, cerca de 8% da população do país. Se você ainda tem dúvidas quanto aos hábitos alimentares dos vegetarianos e se confunde quanto à possibilidade de ingestão de certos alimentos, como os laticínios e ovos, continue lendo este post: vamos mostrar como funciona cada uma dessas classificações do vegetarianismo. Vamos lá?

Ovolactovegetarianos

As pessoas desse grupo não consomem nenhum tipo de carne (seja vermelha ou branca, como frango, peixe e frutos do mar), mas consomem laticínios e ovos. Quando alguém fala que é vegetariano, é provável que seja esse o tipo adotado, já que se trata da prática mais comum do vegetarianismo.

Para pessoas que têm uma dieta onívora, mas estão em busca de alterações no estilo de vida, é muito comum que o ovolactovegetarianismo seja o primeiro passo. Ele é, em muitos casos, uma transição até o veganismo.

Lactovegetarianos

Os lactovegetarianos, além de não consumirem nenhum tipo de carne, excluem também os ovos da alimentação — mas mantêm a ingestão de laticínios e derivados. Esse é, por exemplo, o tipo de vegetarianismo predominante em países como a Índia, por questões religiosas.

O impacto ambiental da produção animal para consumo humano, do qual a indústria de ovos faz parte, é extremamente violento, além de ser cruel no que diz respeito ao trato dos animais. As galinhas poedeiras (destinadas à indústria alimentícia) são mantidas em gaiolas minúsculas por toda a vida. 

Hoje, já existem diversas opções de alimentos vegetais que são fontes de proteína. Portanto, é possível adotar esse estilo de vida e cortar os produtos derivados de animais da nossa alimentação, sem prejudicar o consumo dos nutrientes necessários para o nosso organismo.

Vegetarianos estritos 

Os vegetarianos estritos são indivíduos que não consomem nenhum tipo de carne, laticínios e ovos. São separados dos veganos apenas por questões éticas, já que excluem os produtos de origem animal somente da alimentação, ao passo que, os veganos, estendem esse conceito para todos os setores da vida.

Anos atrás, as pessoas não imaginavam que o consumo de animais e seus derivados teriam qualquer relação com a preservação do meio ambiente ou mesmo da sua saúde. Os produtos lácteos, por exemplo, não são benéficos aos ossos como muitos acreditam. Na verdade, o homem é a única espécie que ainda consome leite depois de adulto. No Brasil, o impacto ambiental da criação de animais para consumo é o maior responsável pelo desmatamento, causando também a degradação do solo e a poluição das águas. 

Veganos

O veganismo deve ser visto como uma ideologia e um estilo de vida, e não como uma dieta. Para os veganos, é importante lutar pelo ideal em que acreditam, cortando da rotina qualquer produto ou hábito que, de alguma forma, cause danos aos animais.

Portanto, produtos como gelatina, mel, corantes feitos à base de animais, assim como cosméticos e itens de higiene que são testados em animais, são totalmente excluídos da vida dos veganos.

Além disso, eles também não usam roupas feitas com produtos de origem animal (como couro, lã e seda) e não apoiam ou frequentam certos eventos, como rodeios e circos, que fazem apresentações com animais. 

Essas são as diferenças que dividem os grupos vegetarianos. Respondendo à pergunta que dá título ao nosso post, podemos dizer que a resposta é: depende. Se a pessoa for ovolactovegetariano, pode consumir laticínios e ovos, mas se for um vegetariano estrito ou vegano, não há ingestão de qualquer alimento de origem animal.

Atualmente, é muito fácil manter uma alimentação balanceada sem o consumo de artigos de origem animal. Existem diversas opções de produtos que permitem que os vegetarianos e veganos mantenham um cardápio diferenciado, saboroso e nutritivo.

E aí, gostou do post? Quer mais informações? Então, assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos exclusivos e receitas deliciosas!