Um dos desafios para um vegetariano ou vegano é participar de eventos sociais que envolvam um cardápio determinado, que geralmente contém alimentos derivados de animais. No mercado, as opções para quem não consome carne estão crescendo e já possível substituir os tradicionais salsichas e hambúrgueres, por versões vegetais destes alimentos. Com isso, o próprio adepto a uma alimentação mais saudável  pode organizar uma refeição despojada como um cachorro-quente ou um delicioso lanche sem sair da dieta vegana, por exemplo. Segundo a gerente industrial da Superbom, Cristina Ferreira, as variações destes alimentos são muito similares aos produtos originais, tanto no aspecto quanto no sabor. “O diferencial é que eles são feitos com ingredientes da melhor qualidade e que não são derivados de animais”, explica.

“Até um tempo atrás, o vegetariano ou vegano acabava se sentindo mal em ambientes onde a maioria consome carne. Ele exige um cardápio diferenciado, mas é possível improvisar até em um churrasco, o importante é não deixar de participar de um evento só porque mudou os seus hábitos alimentares”, revela a gerente industrial da Superbom. “Alimentos grelhados, carnes vegetais pré-cozidas e espeto de legumes são algumas ideias que já vem sendo adotadas em eventos com um churrasco”, exemplifica Cristina.

A produtora de moda, Ana Paula Felipe, parou de comer carne vermelha e de porco há 13 anos. “Antes de ir a um churrasco, eu sempre me preocupo em saber se terá opções para mim, e caso não tenha, sempre levo algo para preparar”, esclarece. Ana Paula faz algumas receitas diferentes para compor seu cardápio do dia a dia e em ocasiões especiais. “Em um churrasco, por exemplo, a minha alternativa preferida é fazer tomates picados, alecrim, sal e bastante azeite, embrulhar em papel alumínio e colocar na churrasqueira”, exemplifica a produtora. Contudo, as piadas sempre rolam. “Eu costumo ouvir as mesmas brincadeiras sempre ‘qual a graça de não comer carne?’, mas a abobrinha é sempre a primeira a acabar!”, brinca. “Experimentei a salsicha vegetal da Superbom e amei. Organizamos, recentemente, uma festa junina entre amigos e todos adoraram, inclusive os não vegetarianos ou veganos”, complementa Ana.

Em situações como essa, o interessante é não perder a esportiva, não radicalizar e parar de frequentar os mesmo lugares de antes. O vegetariano ou vegano tem que improvisar e levar o próprio alimento ou organizar uma refeição saudável para os amigos. “É possível realizar um evento vegetariano ou vegano também. Chamar as pessoas para comer cachorro-quente com salsicha vegana ou lanche com hambúrguer a base de soja. É assim que podemos quebrar paradigmas de quem não pensa em reduzir ou abolir o consumo de carne do seu cardápio. Temos que apresentar as alternativas, mostrar que os alimentos de origem vegetal são tão saborosos quanto os tradicionais”, defende a gerente industrial da Superbom.