A prática de esportes contribui com o bem estar do corpo e mente, possibilitando uma vida mais equilibrada e saudável. Além de ser necessário um preparo físico diferenciado, a segurança também não pode ficar de fora, ainda mais quando se trata de esportes radicais.

No Brasil é muito popular esse tipo de esporte, existem modalidades variadas para quem pensa em aprender, mas a orientação e acompanhamento de um médico são fundamentais. O “paraglider ou parapente”, por exemplo, é um esporte muito praticado principalmente nas regiões litorâneas do país, tendo campeonatos em várias cidades como Rio de Janeiro e Santos.

É possível ver o céu mais colorido com esses elementos que lembram mais um paraquedas. Seu movimento tranquilo em espiral proporciona uma vista panorâmica, onde é possível contemplar a natureza de uma vista privilegiada para quem tem coragem de se aventurar nesse esporte. Muitas pessoas que praticam salto de paraquedas também são adeptos do parapente por terem a oportunidade de ter literalmente um “passeio aéreo”, onde o salto de paraquedas é mais rápido o que leva a aproveitar menos o tempo no céu.

Na modalidade do parapente é necessário ter o acompanhamento de um instrutor até adquirir experiência para poder fazer um voo sozinho. O iniciante começa fazendo o voo duplo, onde o instrutor manter o controle e posteriormente, depois de algumas aulas e saltos o iniciante realiza o salto individualmente.

Para ter segurança absoluta é necessário avaliar as condições do clima e do vento, que são fundamentais para sua segurança. Existe uma associação no país dedicada a esse esporte que da a indicação de escolas preparatórias da prática de parapente.

Uma via radical merece segurança. Bons ventos para você…