Quem prefere manter uma alimentação saudável, faz um reformulação completa em tudo o que comerá durante o dia. Seja no café da manhã, almoço ou jantar. Para que sua vida seja realmente mudada e melhorada em função da boa dieta, todas as dimensões da pessoa deve de alguma forma ser afetada. Um dos grandes ajudantes nesse processo é o pão integral.

Muito apreciado por vegetarianos e simpatizantes do universo vegan, ele pode ajudar o corpo com inúmeras propriedades que colaboram para a boa manutenção da saúde. Mas existe um probleminha: não basta o pão ser meio coradinho para que ele venha a ser realmente considerado “integral”. Muita gente está comendo um produto que, na prática, não difere em nada dos “normais”. A questão é a de que muitas vezes é preciso ficar atento para analisar a composição do pão que você está comprando.

colheita

Alguns “integrais” contêm tanto trigo branco que, na verdade, não podem ser classificados dessa forma. Então fica a grande dica: os pães integrais devem ter muitas fibras e isso é detectado com o simples fato da farinha refinada ser bem clarinha e integral ser mais grossa, isso mostra que o seu estado natural foi o máximo preservado até a preparação do pão.

Outra dica importante é aquela de sempre de se preocupar em dar um checada nas informações nutricionais para perceber o que realmente o produto vai estar de proporcionando de diferencial. Outra solução é você tentar produzir um pão caseiro, onde você terá a garantia de que vai estar produzindo o alimento com materiais que você vai escolher e, portanto, terá a garantia de que consumirá um preparado com a confiança de que está dentro dos padrões integrais.