É comum pegarmos o resultado de exames de sangue e o médico contatar que o índice de colesterol e triglicerídeos está um pouco alterado. São dói compostos extremamente importantes para o corpo e essenciais para o organismo. O colesterol, por exemplo, ajuda na produção e novas células, sais biliares, vitamina hormônios esteróides (como a testosterona e a progesterona). Os triglicerídeos têm função de regular a reserva de energia.

Mas a questão é a de que essas substâncias em excesso podem ser muito prejudiciais à saúde. É importante se atentar para que seus índices não fiquem descontrolados e isso não se faz apenas com remédios. Uma alimentação adequada e regrada de provenientes vegetais pode te ajudar a manter os índices dentro dos parâmetros estipulados pela OMS. E essa, na verdade, é a primeira recomendação a quem pretende manter a saúde em dia.

Dentre os principais desafios enfrentados por quem pretende diminuir os índices de triglicerídeos no organismo está a questão das massas. Nossa dieta contém muitos compostos que utilizam desses materiais para completar os pratos. Percebam: não é necessário eliminá-los da dieta, mas é importante reduzir e dar preferência a outros tipos de refeições.

Exemplos são a soja, o tomate, o feijão, a laranja, nozes, frutas vermelhas, a utilização de muitas fibras, óleos vegetais, linhaça, quiabo, alho, berinjela, uva, cebola podem ajudar a melhorar a sua saúde. Outra importante recomendação é aquela de sempre: visitas periódicas ao médico ajudam que exames apontem possíveis alterações nos triglicerídeos e colesterol. Desejamos a todos um ótimo fim de semana e que a moderação norteie os seus dias.

Fonte: Mulher