O açúcar é um alimento muito energético, onde sendo consumido com outros alimentos glicêmicos ou até mesmo puro, funciona como uma injeção de glicose direto no sangue. Quando ele é ingerido de forma exagerada, o que é bem comum, então se transforma rapidamente em glicose que é liberada irregularmente na corrente sanguínea, isso gera uma enorme tendência de causar picos glicêmicos sendo prejudicial à saúde, porque está em um nível muito alto.

Por consequência do alto nível de glicose no sangue, o pâncreas é estimulado a liberar insulina no sangue provocando um triplo comando da obesidade. Segue abaixo algumas consequências:

*Armazenagem; o alto nível de glicose no sangue é transformado em gordura.

*Quando há o excesso de glicose no sangue o organismo não queima a gordura localizada.

*No processo de liberação de insulina no sangue, a taxa de glicose diminui drasticamente e o cérebro, que consome muita glicose, leva a informação de que necessita de glicose para o seu bom funcionamento, o que provoca a vontade de comer mais doce.

Quando você decidir consumir açúcar, lembre-se de evitar exageros e se possível dê lugar ao melado, mascavo ou o mel. Eles são mais saudáveis, pois contém micronutrientes. Já o açúcar refinado deve ser evitado, pois ele é um produto sintético e muito concentrado em sacarose e ainda contém aditivos químicos.

O brasileiro tem o mau hábito de consumir açúcar em excesso. Uma pesquisa de nível mundial revelou que o brasileiro consome em média de 3 a 6 vezes o permitido diariamente de açúcar e isso não é só quando adoça o café ou o chá, se reflete também quando come doces em geral.

O objetivo não deve ser eliminar o açúcar, mais sim controlar o seu consumo, onde a média ideal é de 2 a 3 colheres de sopa por dia.

Colabore com a sua saúde, consuma menos açúcar!
BrowserPreview_tmp-1