Para dar conta de seguir uma alimentação saudável durante a semana, é preciso planejar bem e evitar comer fora. O ideal mesmo é montar cardápio semanal, que facilita a organização da rotina.

Muitas pessoas acabam abandonando essa ideia, alegando falta de tempo e de criatividade. Se você é uma delas, não se preocupe. Neste post vamos dar dicas de como elaborar um plano alimentar completo e prático para a semana. Confira!

A montagem de cardápio semanal com criatividade

Uma boa dica para facilitar o planejamento do cardápio semanal é sempre incluir aqueles alimentos que podem ser reaproveitados, com os quais podemos fazer diferentes pratos.

A abobrinha é um ótimo exemplo. Além de poder comê-la crua, é possível elaborar vários pratos diferentes: abobrinha recheada, lasanha ou macarrão com massa de abobrinha, chips, abobrinha grelhada e por aí vai.

O mesmo é possível com a berinjela. Aliás, os legumes são ótimos alimentos para termos em casa e pensarmos em pratos diferentes. É só soltar a imaginação.

A escolha dos alimentos

Não precisamos nem falar que a escolha dos alimentos é parte fundamental do preparo das refeições, não é mesmo? Uma boa estratégia é priorizar as frutas, os legumes e as verduras da estação.

Comprar os alimentos na época certa, além de ajudar a economizar, acaba tornando as refeições mais gostosas, uma vez que os ingredientes estarão mais saborosos. A possibilidade de estragarem também fica bem menor.

O ideal é optar sempre pelos alimentos naturais, mas sabemos que às vezes isso é difícil. Então, ao menos evite os processados e os ingredientes que possuam gordura saturada, açúcar e excesso de sódio.

A ida ao supermercado

O ideal é que você escolha um dia fixo da semana para planejar o cardápio e já ir ao mercado sabendo o que tem que comprar. Se não houver esse planejamento, acabamos comprando mais do que o necessário ou deixando ingredientes para trás.

Para que isso dê certo, é necessário definir todas as refeições da semana — do café da manhã ao jantar, passando pelos lanches no intervalo entre uma refeição e outra.

Além disso, faça a lista de compras de acordo com o número de pessoas na sua casa e com a rotina de cada um. O cardápio é só para você? Quantas pessoas vão participar das refeições? Alguém precisa levar lanches ou almoço para o trabalho ou escola? Essas questões devem ser consideradas.

Com tudo isso definido, é só pegar a lista e ir às compras. Sabemos que leva tempo pensar no cardápio e na quantidade de alimentos que precisam ser comprados. Mas tenha em mente que, na verdade, você está economizando bastante tempo durante a semana, por não ter que lidar com isso várias vezes por dia diante de cada refeição. 

O preparo das refeições

Para facilitar mesmo sua rotina, o ideal é tirar um ou dois dias para deixar os alimentos preparados para o consumo durante a semana. No caso do almoço e do jantar, a dica é definir um prato base, composto de carboidratos, proteínas e saladas.

Para a boa e velha combinação de arroz e feijão, já deixe tudo pronto, cozido e refogado, e congele. Já as saladas podem ser lavadas logo após a compra. Muita gente costuma também já deixá-las preparadas em potes de vidro — pode ser uma boa opção, especialmente para quem precisa comer fora de casa! Proteínas de soja e outros grãos também podem ser preparados com antecedência.

O café da manhã e os lanches são bem mais práticos. É preciso somente comprar e separar frutas, sucos, vitaminas, sementes, entre outros. Sucos e snacks saudáveis são sempre boas opções. Pratos já prontos também podem salvar na hora da correria. Só lembre de se certificar de que são de boa qualidade!

Montar cardápio semanal contribui para manter uma alimentação saudável e, ainda, economizar dinheiro e tempo. Se gostou de nossas dicas, compartilhe este texto com seus amigos nas suas redes sociais!