A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a utilização do açúcar seja mais reduzida do que o atual “limite” estabelecido pela instituição (que é de 10%). Um novo estudo mostrou que se a diminuição for a metade desse valor (25 gramas por dia) os benefícios para o corpo serão ainda maiores. Mas o consumidor deve se atentar pois essa quantidade ela pode estar dissolvida em inúmeros outros produtos que parecem inofensivos.

Aliás, grande parte do açúcar que consumimos durante o dia está, de certa forma, maquiado. Para se ter uma ideia, uma lata de refrigerante, por exemplo, contém 40 gramas de açúcar ou 10 colheres de chá (cerca de 80% a mais do que a quantia aceitável). Outro exemplo assustador é o ketchup. Para cada colher de sopa do molho existe uma “colher de chá” de açúcar.

acucar_mal

O estudo da OMS quer trazer uma redução da utilização do doce em países onde a utilização do produto está muito intensa e, de certa forma, desenfreada. Cada vez mais doenças e problemas de saúde estão atingindo pessoas por consequência da utilização descontrolada do produto.  O esboço do estudo está aberto para consultas públicas até o fim deste mês. Qualquer pessoa ou especialista pode comentar sobre o documento.

Nós já falamos aqui no Blog da Superbom sobre as diferentes formas de substituir o açúcar por outras substâncias que têm a capacidade de adoçar alimentos. Dois exemplos são o melado e o mel. Se você quiser conhecer um pouco mais sobre cada um deles, basta acessar nosso site e se informar a respeito da melhor forma de adquirir as nossas linhas de produtos.

Fonte: Uol Saúde