Dados alarmantes mostram que o consumo de vegetais por parte das crianças está muito inferior ao que deveria ser observado. Um estudo conduzido pela Vouchercloud.com revelou que apenas uma em cada cinco crianças utilizam alimentos vegetais diariamente. E o mais surpreendente é a informação de que esses alimentos estão sendo substituídos por produtos processados, que, geralmente, são prejudiciais à saúde.

A pesquisa foi realizada com 1.912 pais de crianças com 10 anos ou menos e o mesmo estudo mostrou também que os pequenos estão utilizando apenas cinco diferentes tipos de refeições semanais. Um dos grandes problemas relatados pelos pais (80%) é o de que eles consideram que seus filhos são muito exigentes e isso faz com que selecionem mais o que vão comer.

Mas a pior constatação foi a de que 40% dos pais avaliam que os vegetais não são importantes para os filhos. Uma situação absurda, se levarmos em consideração que a pesquisa foi realizada em um país desenvolvido e que as pessoas são alertadas com frequência sobre os cuidados com a saúde. Cerca de 61% dos pais acreditam que a dietas das crianças está limitada, mas somente 23% afirmaram que tentam ampliar o cardápio dos pequenos.

Estudo mostra que apenas uma entre cinco crianças come vegetais

Todos os dados dessa pesquisa foram divulgados junto com a constatação de uma realidade onde mostrou que um terço das crianças do ensino fundamental está acima do peso ideal. A Inglaterra protagoniza também uma realidade preocupante em que muitos adolescentes de 14 anos já estão se submetendo a procedimentos cirúrgicos que visam o emagrecimento, cerca de 45 já foram operados desde 2007 no país.

Isso tudo mostra a forma errada como temos lidado com o nosso estilo de vida, regrado de produtos industrializados, processados e refinados que são, comprovadamente, causadores de diversas doenças que afligem à população e, infelizmente, as crianças estão vendo esses hábitos modernos como exemplos para as suas vidas.

Fonte: Terra Vida e Estilo