O 7 de janeiro é uma data reservada para homenagear os milhões de leitores do Brasil, aliás, todos somos leitores. Seja jornal, revista, sites, livros, publicidades, embalagens, um bilhetinho recebido do amigo ou mesmo uma indesejada carta de cobrança, basta a alfabetização para sermos leitores.

É claro que alguns leem mais do que outros e as consequências dessa importante prática são facilmente percebidas na qualidade de vida que as pessoas que estão sempre com um livrinho possuem. Objetivando influenciar mais gente a ler de forma assídua, o Blog da Superbom listou três qualidades naturais que podem melhorar a sua habilidade de compreensão. Anote:

Leitura-3

Nozes e sementes

Possuem vitaminas e minerais que elevam as habilidades cognitivas. Vitaminas E e B5 e os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 podem ser achados em nozes como as amêndoas e o amendoim, especialistas garantem que esses componentes criam uma mentalidade mais positiva, que faz reter a memória. Outras sementes que ajudam na cognição são as da abóbora e as linhaças, que concentram em suas “fórmulas” altas quantidades de Vitamina B.

Água

No último post falamos sobre a importância de se utilizar esse recurso natural tão vital para a manutenção da vida na Terra como preventivo na ocorrência de pedras nos rins. Hoje ele está aqui de novo para ajudar na nossa leitura! A água tem a capacidade de melhorar a saúde cognitiva. Sem a quantidade ideal de água no organismo, o corpo produz um elemento químico chamado cortisol, que faz aumentar a adrenalina. Isso é prejudicial para os nervos no cérebro, que influenciam nas funções que envolvem a inteligência.

Vegetais Folhosos

São ricos em ácido fólico, que ajuda a minimizar a perda de memória relacionada à idade. Esse componente melhora as habilidades cognitivas e de memória que são necessárias na compreensão da leitura. É preferível que os vegetais sejam consumidos crus ou numa textura “ao dente”.

Fonte: eHow