A vida agitada da modernidade atrapalha o nosso contato com a natureza. Estar num escritório e na cidade convivendo somente com ruídos de buzinas, aviões, carros, sirenes e muitos outras sonoridades irritantes que elevam o nível de estresse, somado ainda à poluição e aos perigos que rondam uma vida urbana (como violência, comidas rápidas, trânsito…).

Muitos já sabiam, mas um estudo cientifico revelou que o contato com a natureza faz muito bem à saúde. Passear no parque, ver flores, ir à praia… trazem benefícios aos seres humanos. O Pesquisador, Yoshifumi Miyazaki, diretor do Centro para Meio Ambiente e Saúde da Universidade de Chiba, no Japão, contatou no estudo que, de fato, o corpo humano foi feito para se adaptar à natureza.

Mas isso não foi constatado apenas no Japão. Outros cientistas de países como Holanda e Reino Unido perceberam que, quando estamos em contato ambientes mais naturais, o nosso corpo responde com uma pressão mais baixa e maiores níveis de glóbulos brancos no sangue, que são responsáveis pelas defesas do organismo. Em 1984 o pesquisador Roger Urich descobriu, ao comparar pacientes que estavam em quartos que tinham janelas voltadas para árvores com os que possuíam uma visão de concreto, que o grupo com acesso ao verde tinha alta mais rapidamente do hospital.

Contato com a natureza melhora qualidade de vida

É complicado para quem mora em cidade encontrar algum local para que aconteça um tipo de contato com a natureza. A dica é sempre preferir os caminhos (que você faz diariamente para o trabalho ou escola) mais arborizados ou à beira mar. Assim você terá, pelo menos em alguns momentos do dia, a oportunidade de presenciar os componentes fazem parte do nosso planeta e, consequentemente, alcançar uma melhor qualidade de vida.

Fonte: O Globo