Estranho, sem graça, sabor duvidoso… o chuchu é um alimento que muitas vezes recebe vários adjetivos desagradáveis pelas pessoas. Realmente é um fruto que não deixa uma marca muito grande ao paladar. A brincadeirinha do “chuchu tem vitamina A, B e C: água, bagaço e casca” é utilizada por muitos para desqualificar o vegetal, mas as propriedades desse alimento são muito maiores do que imaginamos.

Para se ter uma ideia do poder do vegetal, em função do seu baixo valor calórico, ele é capaz de auxiliar no emagrecimento, virtude fornecida por poucos produtos. Para deixar claro, o chuchu não é considerado um legume. É, na verdade, fruto de uma trepadeira originária da América Central. Os especialistas alertam que quem não gosta do alimento, deveria mudar o seu conceito, pois ele é riquíssimo em inúmeras propriedades.

Chuchu: o cisne camuflado de patinho feio

A afirmação da brincadeirinha que falamos no início do texto de que ele contém vitaminas do complexo A, B e C é verdadeira, mas claro que não está relacionada aos componentes descritos para “ridicularizar” o desvalorizado chuchu.  Dentre os benefícios do complexo B, destacamos a niacina, que é responsável por promover o crescimento, além de contribuir para a saúde da pele a melhorar o apetite.

Outro ponto forte do alimento é a concentração de fibras. Como já falamos em outros posts, esse nutriente fazem com que o seu intestino funcione adequadamente. Para torná-lo mais atrativo, é necessário que o cozinheiro tenha um pouco de criatividade.

Misturar o vegetal com outros ingredientes mais apetitosos pode ser uma excelente oportunidade para que ele venha a fazer parte da sua e também da dieta dos seus familiares. Agora não vale mais falar que o chuchu é um “inútil”, pois demos argumentos suficientes para que você seja beneficiado com o alimento.  

Fonte: Yahoo Mulher