A nossa realidade contemporânea traz um perfil de mulheres que estão preferindo postergar cada vez mais a maternidade. Para muitas, profissionalmente falando, é uma excelente escolha, já que aumenta as possibilidades de crescimento e estabelecimento dentro de uma empresa, além de permitir com que a mulher tenha mais tempo para se qualificar, sem a preocupação de cuidar de uma criança.

Mas existe o outro lado, depois dos 35 anos, a mulher começa a enfrentar um período de gravidez de risco ou mesmo as dificuldades para engravidar, já que a fertilidade pode ser diminuída. Para que isso não aconteça, nutricionistas recomendam que o consumo de alimentos que ajudem a aumentar a capacidade fértil sejam mais utilizados. Para te ajudar, o Blog da Superbom separou algumas propriedades (com os seus respectivos alimentos naturais) que podem te auxiliar. Anote!

laranja1

Vitamina E – nutricionistas garantem que ela pode ser encontrada de forma generosa no germe de trigo, nas nozes e azeites. Esse componente pode ajudar melhorar suas funções reprodutivas.

Zinco – É considerado um dos minerais mais importantes no que diz respeito à concepção. Ele é fundamental para manter o óvulo saudável. Uma recomendação é a de que o consumo de álcool seja reduzido. Esse material em excesso pode diminuir o zinco no corpo. Alimentos como o gérmem de trigo pode ser ótimas fontes da propriedade.

Vitamina C – É um potente antioxidante. Ela previne e protege o organismo de substâncias tóxicas, o que faz melhorar a qualidade dos óvulos. Um copo de suco de laranja, por exemplo, pode te ajudar a manter bons níveis de vitamina C.

Água – Nutricionistas recomendam três litros por dia. É muito importante manter essa média, pois o precioso liquido é fundamental para que as reações químicas do organismo aconteçam de forma adequada.

Fonte: Terra Saúde