Fazer mudanças alimentares exige bastante disciplina. Se você é vegano, então, seja qual for o motivo de sua opção por essa filosofia, sabe o quanto pode ser complexo transitar de um estilo de vida onívoro para um cronograma alimentar sem nenhum resíduo animal

Mas você conseguiu. A questão que aparece, agora, é como manter as refeições sem deixar de lado a sua vida social. Por exemplo, como organizar um jantar vegano delicioso para chamar seus amigos e familiares para uma visita? Que receitas selecionar para conquistar tanto o paladar de quem já é vegano quanto o de pessoas vegetarianas (ovolacto ou lactovegetarianos, por exemplo) e o de quem ainda mantém uma dieta tradicional?

O post de hoje vai ajudar na montagem do cardápio. Separamos 5 dicas de pratos principais (que servem até 5 pessoas) para você surpreender com um jantar vegano. Além de bons planos para os eventos especiais, as ideias de hoje também são inspirações para variar nas refeições da semana, tornando a sua alimentação diversificada e saborosa. Anote aí:

1. Moqueca de banana-da-terra

Para começar, vamos com um clássico da cozinha do nordeste, a moqueca. Na versão vegana, saem os frutos do mar e entra, como ingrediente de base, a banana-da-terra, que é um acompanhamento tradicional do prato, seja no caldo ou na farofa. Para a receita totalmente vegetal, você vai precisar de:

  • 400 g de banana-da-terra (madura);
  • suco de 1 limão;
  • 1 cebola em rodelas;
  • 2 dentes de alho picados;
  • 2 tomates picados;
  • 1/2 pimentão verde e 1/2 pimentão vermelho em rodelas finas;
  • 1 xícara (chá) de leite de coco;
  • 2 colheres (sopa) de azeite de dendê;
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva.

Comece cortando as bananas, cada uma em 4 pedaços. Tempere as polpas com suco de limão, alho picado e sal a gosto. Numa panela própria para moqueca — se você não tiver, use uma caçarola de fundo largo —, refogue a cebola e o tomate no azeite de oliva. Na sequência, entram os pimentões. Por cima, disponha as bananas, uma a uma, como que imitando postas de peixe. Depois das frutas, coloque as rodelas de cebola. Adicione o leite de coco, uma pitada de sal e, se quiser, coentro fresco picado. Tampe a panela e deixe cozinhar de 10 a 15 minutos, finalizando com óleo de dendê. 

Na hora de servir, complemente o prato com arroz branco (ou integral), salada verde e farofa de castanhas.

2. Espaguete com shiitake e brócolis

Aqui, misturamos duas influências: vamos preparar um espaguete ao estilo italiano e combiná-lo com um refogado de pegada asiática. Você vai precisar de:

  • 500 g de espaguete preparado al dente e com sal;
  • 2 xícaras (chá) de água;
  • 1 xícara (chá) de molho de soja;
  • 1 colher (sopa) de açúcar mascavo;
  • 1 1/2 colher (sopa) de amido de milho;
  • 1 colher (sopa) de óleo vegetal;
  • 2 dentes de alho;
  • 1 cebola em tiras finas;
  • 2 colheres (chá) de gengibre ralado;
  • 3 xícaras de cogumelo shiitake fresco ou desidratado em fatias;
  • 1 1/2 maço de brócolis em pedaços.

Comece misturando a água, o molho de soja, o açúcar e o amido e reserve. Em uma panela, refogue o alho e a cebola e, quando eles estiverem levemente dourados, adicione o gengibre. Depois de alguns minutos, entre com o shiitake e o brócolis. Refogue até que o brócolis fique al dente. Complete com o líquido preparado inicialmente e cozinhe até que o caldo engrosse. 

Para a montagem dos pratos, basta servir as porções de espaguete e, por cima, despejar o molho. Para deixar os sabores orientais bem marcantes, finalize com óleo de gergelim e cebolinha picada. 

3. Abóbora recheada com carne vegetal

Abóbora com carne desfiada é uma receita tradicional onívora, que pode ser transformada em um bom prato vegano. A mudança está no recheio, feito com carne vegetal. Para o preparo, você vai precisar de:

  • 1 ‏abóbora moranga;
  • 1 ‏cebola picada;
  • 3 ‏dentes de alho amassados;
  • 1 lata ‏de carne vegetal;
  • 4 colheres (sopa) ‏de cream cheese vegano;
  • azeite de oliva;
  • sal;
  • manjericão.

Comece cortando uma tampa na parte superior da abóbora e retire as sementes. Em um pilão, amasse o manjericão, o sal e o azeite. Pincele essa mistura no interior da abóbora. Feche a tampa, envolva a abóbora em papel-alumínio e a leve para assar em forno médio por 30 minutos. Enquanto isso, refogue o alho e a cebola e, em seguida, adicione a carne vegetal desfiada (sem o molho). Quando o refogado estiver no ponto, adicione o molho da conserva e deixe ferver.

Verifique a abóbora: retire o papel-alumínio, abra a tampa e deixe o fruto assar até amaciar um pouco mais. Complete o molho com o tofupiry. Retire a abóbora do forno e raspe levemente a polpa com uma colher, sem furar a casca. Misture a polpa no molho e finalize recheando a abóbora com a carne.

Como esse prato é suculento, arroz branco (ou integral) é o acompanhamento certo. E o frescor pode vir com folhas verdes mais marcantes, como agrião e alface roxa, para equilibrar com a doçura da abóbora.

4. Petisco de queijo vegano

Se a pegada do jantar for happy hour, um petisco salgado bem sequinho não pode faltar. E que tal testar uma receita ótima que já apareceu aqui no blog? O stick de muçarela só leva três ingredientes: queijo vegano, farinha temperada e purê de batata. O modo de fazer é muito prático e você pode aprendê-lo continuando a sua visita aqui no blog.

Asse os palitinhos na hora para que sejam servidos bem quentes e crocantes. Organize ramequins com patês e maionese veganos para oferecer uma degustação bastante saborosa e variada. E, claro, não se esqueça de uma bebida geladinha — limonada refrescante com hortelã e água aromatizada com ervas frescas são boas ideias!

5. Falafel

Grão-de-bico é uma leguminosa rica em proteínas que não pode faltar no seu dia a dia. E o falafel, bolinho árabe feito com esse ingrediente, pode ser a estrela de um jantar vegano. Para fazer, você vai precisar de:

  • 2 xícaras de grão-de-bico hidratado (de 8 h a 12 h);
  • 1 cebola picada;
  • 2 dentes de alho picados;
  • 1 colher (chá) de cominho;
  • sal a gosto;
  • cheiro verde ou coentro picado a gosto.

É só misturar tudo em um processador até obter uma massa consistente e que possa ser moldada com as mãos. Se necessário, adicione um pouco de água para facilitar o preparo da massa. Depois de fazer os bolinhos, a finalização pode ser frita ou assada, mas a segunda opção é, com certeza, mais saudável.

Para guarnecer o falafel, que já é delicioso puro, a ideia é montar um self-service para que seus convidados se divirtam com a experiência de comer com as mãos. Não pode faltar o pão pita, que serve de base. E, como complementos, tomate, cebola, coalhada de soja, húmus, picles, hortelã e alface são ótimas combinações. 

Com as receitas de hoje, será muito mais fácil para você se inspirar e oferecer um jantar vegano delicioso na sua casa. E para ter ainda mais ideias de organização de cardápios, confira as dicas do nosso post sobre como montar uma mesa vegana para não veganos. Boa leitura!