Muitas pessoas vêm optando pelo estilo de vida vegano, especialmente como combate à exploração dos animais. Mas, para que a escolha seja saudável, é essencial organizar um cronograma alimentar balanceado, já que o veganismo exclui quaisquer produtos de origem animal, como carnes, laticínios e ovos.

É comum que a alimentação vegana se estabeleça como um próximo passo de quem já se adaptou ao vegetarianismo. Esse primeiro caminho motiva o corpo para entender gradualmente a nova nutrição e se preparar para a alta ingestão de vegetais.

Há muitos que param nesse ponto, mantendo-se vegetarianos. Mas e quem deseja avançar mais e adotar a filosofia vegana, como pode organizar um cronograma alimentar equilibrado? É sobre isso que vamos falar neste texto. A seguir, veja 4 dicas para mudar de vida com saúde:

1. Fique de olho no ferro

Você já deve ter ouvido por aí que o ferro é importantíssimo para a saúde. E é verdade: esse mineral atua na formação de hemoglobinas, proteínas presentes nas hemácias, as células vermelhas do sangue.

Responsáveis pelo transporte de oxigênio, as hemoglobinas também suportam atividades metabólicas vitais, como a distribuição de nutrientes. Assim, o ferro atua na prevenção de anemias, mantém a saúde do coração e evita a baixa imunidade. 

Na alimentação onívora, as carnes são as principais fontes do mineral, pois o fornecem em grande concentração. Porém, há diversos vegetais que também oferecem o nutriente, só que em taxas menores. 

Para organizar seu cronograma alimentar com bastante ferro, invista nas leguminosas (como feijões e lentilhas), em folhas verde-escuras (como a couve) e no melado de cana. E para que a absorção seja eficaz, consuma itens com vitamina C na hora das refeições, pois a substância é aliada da síntese de ferro. Frutas cítricas são ótimas pedidas! 

2. Opte por alimentos orgânicos

A alimentação orgânica é uma tendência que também vem crescendo muito. Livres de agrotóxicos e produzidos de modo sustentável, os produtos dessa cadeia são grandes aliados de um cronograma alimentar saudável.

Talvez, não seja sempre possível adquirir esses tipos de produtos, seja pelo preço elevado ou pela pouca oferta nas proximidades do seu bairro. Mas, sempre que puder, enriqueça o seu cardápio com essas alternativas.

Além de ricos em nutrientes, os orgânicos também são mais frescos e saborosos, pontos muito positivos para realçar o paladar de uma receita vegana

3. Olhe para o seu prato com atenção

Quantas vezes você já não viu alguém trocando refeições completas por salgados? É comum, na correria do dia a dia, que as pessoas tomem esse tipo de atitude e nem se liguem de como a alimentação é importante.

Porém, para que o cronograma alimentar vegano dê certo, isso precisa mudar. Ao optar por essa mudança de vida, mais do que só evitar os produtos de origem animal, você deve pensar que o seu prato tem que contar com alimentos que forneçam energia e nutrientes em boa quantidade. 

Hoje, já há restaurantes que apostam no veganismo, mas nem sempre é fácil encontrar lugares assim. Então, é preciso assumir o controle do seu prato e aprender a olhar para a comida. Montar marmitas é uma ótima forma de tomar consciência. Além disso, você pode influenciar mais pessoas ao seu redor a comerem bem. Legal, né? 

4. Conheça mais fontes de cálcio

Muitos de nós crescemos ouvindo que a melhor fonte de cálcio é o leite de vaca. E, à primeira vista, pode parecer difícil substituir um alimento tão rico no nutriente que fortalece nossos ossos e dentes.

Mas é possível, sim, consumir cálcio sem beber leite. E o melhor: variando no cardápio, deixando-o mais nutritivo. Ao retirar laticínios da alimentação, evitamos uma boa porcentagem de gorduras saturadas e também de sódio, especialmente quando falamos das versões light, que trazem menos calorias, mas são carregadas desse mineral para conferir sabor. 

Na troca direta do leite, aposte nas opções vegetais, como o leite de amêndoas, sementes ricas em cálcio. Outros alimentos ótimos para ingerir o nutriente são: tofu, brócolis, chia e aveia.

Gostou das dicas para montar um cronograma alimentar vegano? Ainda há muito mais para aprender sobre esse estilo de vida e nós podemos ajudar: assine a nossa newsletter e receba dicas variadas sobre alimentação saudável!